G1 Mundo

43 mil pessoas morreram por seca na Somália no ano passado

today20 de março de 2023 11

Fundo
share close

A previsão é de que a seca, que assola grandes partes do Chifre da África, mate entre 18 e 34 mil pessoas só nos primeiros seis meses de 2023. “A crise atual está longe de terminar”, afirma o documento.

A Somália e os vizinhos Etiópia e Quênia estão enfrentando a sexta temporada consecutiva sem chuvas. A situação é agravada pelo aumento dos preços globais dos alimentos, fator impactado diretamente pela guerra na Ucrânia.

“Esses resultados apresentam um quadro sombrio da devastação causada pela seca às crianças e suas famílias”, disse Wafaa Saeed, representante da agência das Nações Unidas para a infância, ao apresentar o relatório na capital da Somália, Mogadíscio.



Segundo autoridades humanitárias e climáticas, neste ano, as tendências são piores do que em 2011, quando a fome matou 250 mil pessoas no país. “A taxa de mortalidade estava aumentando no fim do ano [passado]”, disse Francesco Checchi, um dos responsáveis pelo estudo.

As populações mais atingidas estão em Bay e Bakool, no sudoeste da Somália, e entre os deslocados que fugiram para Mogadíscio. Estima-se que o número de descolados por conta da crise seja de 3,8 milhões de pessoas, um recorde.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

xi-e-putin-reforcam-a-parceria-estrategica-que-sobrevive-na-hostilidade-aos-eua

G1 Mundo

Xi e Putin reforçam a parceria estratégica que sobrevive na hostilidade aos EUA

Juntos, os autoritários Xi e Putin querem ser vistos como líderes de uma nova ordem mundial, em contraposição à liderança dos EUA e que despreza ações multilaterais como a do TPI, ao qual os dois países não são signatários. No início do terceiro mandato, o líder chinês desempenha seu melhor papel de estadista global, incensado por um acordo obtido entre Irã e Arábia Saudita – as duas potências muçulmanas arqui-inimigas […]

today20 de março de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%