G1 Mundo

A família que abandonou civilização e acabou morrendo em montanha nos EUA

today30 de julho de 2023 8

share close

Duas irmãs e o filho de uma delas morreram enquanto tentavam viver longe da civilização nas Montanhas Rochosas no Estado do Colorado, informaram as autoridades locais.

Os restos mortais de Christine e Rebecca Vance, assim como os do filho de 14 anos desta última, foram encontrados em um acampamento neste mês.

E na terça-feira (25/7), após um exame forense, os especialistas concluíram que provavelmente eles morreram de fome ou por exposição ao frio do inverno.



Aparentemente, eles começaram a acampar durante o verão.

A meia-irmã de Rebecca Vance, Trevala Jara, disse ao jornal The Washington Post na quarta-feira: “Ela não gostou da maneira como o mundo estava indo e pensou que seria melhor se ela, seu filho e Christine estivessem sozinhos, longe de tudo”.

As irmãs, que estavam na casa dos 40 anos, e o adolescente não tinham experiência de sobrevivência na selva. Eles apenas assistiram a vídeos online para aprender como sobreviver no terreno acidentado do Colorado, disse Jara.

“Você não pode acessar a internet e assistir a vídeos sobre como viver sem água e eletricidade e depois realizar isso se não tiver experiência”, afirmou a familiar ao jornal Colorado Springs Gazette.

“Você simplesmente não pode fazer isso. Eles morreram de fome porque não estavam preparados”, acrescentou.

Todos os três vieram da cidade de Colorado Springs. Os investigadores dizem que a causa das mortes ainda não foi determinada e não será divulgada até que os relatórios toxicológicos sejam concluídos.

Em 9 de julho, um trilheiro encontrou alguns restos decompostos no acampamento Gold Creek, na Floresta Nacional de Gunnison.

De acordo com o legista do condado de Gunnison, Michael Barnes, dois corpos foram encontrados em uma barraca, enquanto outro foi localizado do lado de fora, a uma altitude de cerca de 3.000 metros

O nome do adolescente não foi divulgado.

“Parece que eles tentaram construir um abrigo, mas desistiram quando o inverno chegou e passaram um tempo dentro de uma barraca”, disse o legista à agência de notícias Associated Press.

“Eu me pergunto se o inverno chegou rapidamente e de repente eles estavam no modo de sobrevivência na barraca”, disse Barnes.

“Eles tinham muitos guias com eles sobre sobrevivência na mata, busca por comidas e coisas assim. Mas parece que eles [compraram suprimentos] em uma mercearia.”

No início de agosto passado, o grupo chegou à casa da meia-irmã das mulheres “para se despedir”.

“Tentamos impedi-los”, explicou Trevala Jara. “Mas eles não quiseram ouvir. Já estavam decididos.”




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

G1 Mundo

Nasa vai apresentar relatório sobre ‘provas extraterrestres’ no próximo mês, diz diretor

Durante visita à América Latina, Bill Nelson afirmou que o documento será feito por especialistas e cientistas. Diretor da Nasa, Bill Nelson, durante visita ao Brasil em 24 de julho de 2023 — Foto: Adriano Machado/REUTERS O diretor da Nasa Bill Nelson disse durante uma visita oficial à Argentina nesta quinta-feira (27) que a agência espacial norte-americana irá divulgar em agosto um documento sobre os recentes relatos de "provas extraterrestres". A fala veio depois que um repórter o questionou sobre […]

today30 de julho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%