G1 Mundo

Adolescentes britânicas desaparecidas em Israel foram mortas pelo Hamas, diz família

today22 de outubro de 2023 5

Fundo
share close

Meninas de 16 e 13 anos estavam em kibutz atacado pelo grupo terrorista no sul de Israel, no dia 7 de outubro. Mãe das duas também foi morta e pai está desaparecido.


Moradores de Tel Aviv penduram cartazes em solidariedade às famílias de reféns e desaparecidos — Foto: REUTERS/Ammar Awad



A família de duas adolescentes britânicas que estavam desaparecidas em Israel disse à rede BBC que elas foram mortas em um ataque do grupo terrorista Hamas.

Noiya Sharabi, de 16 anos, e Yahel Sharabi, de 13, desapareceram depois que o Hamas atacou um kibutz no sul de Israel, no dia 7 de outubro. A morte de Yahel já havia sido confirmada na semana passada.

A mãe das duas, Lianne, nascida na Grã-Bretanha, também foi morta. O pai das meninas, Eli, ainda está desaparecido. Outros parentes foram sequestrados.

Segundo a BBC, Lianne mudou-se do Reino Unido para Israel aos 19 anos, para trabalhar como voluntária em um kibutz.

Antes do ataque do Hamas, ela enviou mensagens a familiares, dizendo que podia ouvir tiros e gritos em árabe nas proximidades de onde vivia com o marido e as filhas.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

http://g1.globo.com/

http://g1.globo.com/




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

manifestantes-fazem-atos-pro-palestina-e-pro-israel-na-avenida-paulista

G1 Mundo

Manifestantes fazem atos pró-Palestina e pró-Israel na Avenida Paulista

O protesto pró-Palestina ficou concentrado na altura da Praça Oswaldo Cruz, região Centro-Sul de São Paulo. Os participantes do ato muitos deles palestinos ou descendentes, carregavam bandeiras e faixas com os dizeres "Palestina livre", "Cessar-fogo" e "Palestina Resiste". Mulheres pró-Palestina fizeram uma homenagem às crianças mortas durante o conflito. Vendadas e cantando, elas carregavam panos brancos manchados de sangue em formato de bebês (veja abaixo). O ato pró-Israel se concentrou […]

today22 de outubro de 2023 18

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%