G1 Mundo

Aeroporto de Tel Aviv suspende operações por protestos em Israel

today27 de março de 2023 11

Fundo
share close

Onda de manifestações no país, que já dura semanas, se intensificiou nesta segunda. Protesto é contra reforma do Judiciário do governo de Benjamin Netanyahu, que deixa juízes subordinados ao Parlamento. Governo sobreviveu a moção de censura nesta segunda.

Israelenses protestam contra o plano de revisão judicial do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu na frente do parlamento, em Jerusalém — Foto: Ariel Schalit / AP Photo



O aeroporto de Tel Aviv, o principal de Israel, suspendeu nesta segunda-feira (27) os voos e operações em terra por conta de fortes protestos nos arredores contra a reforma do Judiciário do governo.

Veja o que já ocorreu nesta segunda-feira:

  • O aeroporto Ben Gurion, em Tel Aviv, o principal de Israel, cancelou todos os voos por causa dos protestos, segundo a imprensa local.
  • Uma greve foi convocada pelo chefe do sindicato Histadrut de Israel, Arnon Bar-David. A Associação Médica de Israel e a Federação de Autoridades também anunciaram adesão à paralisação, também de acordo com a mídia israelense.
  • O governo de Netanyahu sobreviveu nesta segunda a uma moção de censura no Parlamento. A moção – um recurso de regimes parlamentaristas através do qual os deputados podem retirar um primeiro-ministro do cargo foi rejeitada por 60 deputados. Outros 51 votaram a favor. Com isso, o Parlamento deu aval para que Netanyahu siga no cargo.
  • Cerca de 80 mil pessoas participaram da manifestação nos arredores do Parlamento de Israel, em Tel Aviv. Os protestos chegaram, inclusive, perto da casa de Netanyahu.
  • Mais manifestantes saíram também saíram às ruas de Jerusalém e outras cidades.

A reforma de Netanyahu tem angariado cada vez mais críticos, que alegam que a subordinação do Judiciário ao Parlmento coloca em risco o caráter democrático do Estado.

Diante dos novos protestos, Benjamin Netanyahu pediu aos manifestantes que protestem sem violência. Mas não se pronunciou sobre o texto da reforma. “Apelo a todos os manifestantes em Jerusalém, à direita e à esquerda, para se comportarem com responsabilidade e não agirem com violência. Somos pessoas fraternas”, declarou.

Primeiro-ministro de Israel demite ministro da Defesa israelense

Primeiro-ministro de Israel demite ministro da Defesa israelense

Em um discurso na noite de sábado, o ministro exonerado, que pertence ao mesmo partido de Netanyahu, o conservador Likud, disse temer que a divisão sobre a reforma crie uma “ameaça real para a segurança de Israel“.

Desde que o governo Netanyahu, um dos mais à direita da história de Israel, apresentou o projeto de reforma judicial, em janeiro, o país está dividido e há manifestações contrárias a cada semana.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

quais-sao-as-novas-armas-testadas-pela-coreia-do-norte?

G1 Mundo

Quais são as novas armas testadas pela Coreia do Norte?

Pyongyang afirma que suas forças nucleares são capazes de destruir seus rivais e, com frequência, realiza testes de armas provocativos, cujos resultados são divulgados com detalhes. Especialistas estrangeiros questionam o real poderio bélico nuclear do país. Apesar da superioridade militar da aliança formada por seus rivais Estados Unidos e Coreia do Sul, os novos sistemas testados por Pyongyang podem causar danos reais em caso de uma guerra. Não há dúvidas […]

today27 de março de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%