G1 Mundo

Agência dos EUA diz que Boeings 737 Max 9 vão seguir sem voar até companhias aéreas concluírem inspeção em portas como a que foi ejetada em voo da Alaska

today8 de janeiro de 2024 6

Fundo
share close

O uso dos aviões já estava suspenso desde sábado, um dia depois que uma porta de emergência de um voo da Alaska Airlines foi ejetada quando a aeronave estava no ar. Ninguém ficou ferido, mas o piloto teve de fazer um pouso de emergência, e todos os voos com Boeings 737 Max 9 foram cancelados na sequência.

Em comunicado nesta segunda, no entanto, a FAA disse que decidiu manter a suspensão por tempo indeterminado.

“As aeronaves Boeing 737-9 permanecerão em solo até que operadores completem as inspeções, que incluem as portas de emergência tanto da cabine esquerda quanto da direita”, disse a agência.



A porta que se desprendeu era uma saída de emergência extra que não era utilizada pela aeronave – uma espécie de tampão foi colocada no lugar dela. Os investigadores ainda não conseguiram determinar se essa substituição foi a casa do incidente.

As investigações oficiais sobre o caso ficarão a cargo da NTSB.

'Gostaríamos de descer': piloto de avião declara emergência após porta ejetar; ÁUDIO

‘Gostaríamos de descer’: piloto de avião declara emergência após porta ejetar; ÁUDIO

O avião, um Boeing 737 Max 9, havia acabado de decolar do aeroporto de Portland na noite de sexta-feira (5) e ainda estava subindo, a 4.975 metros, quando a porta desativada foi ejetada na parte do meio, por razões ainda não esclarecidas.

Com um buraco na fuselagem, a aeronave se despressurizou subitamente, o que fez cair as máscaras de emergência e obrigou a tripulação a descer imediatamente até uma altitude em que seja possível respirar sem auxílio, abaixo de 3 mil metros.

A porta, originalmente uma saída de emergência, estava desativada —significa que, para os passageiros, ela se assemelha a uma janela. O contorno da saída de emergência só é possível de ser vista do lado externo. Dentro da cabine dos passageiros, estava camuflada com um tampão e uma janela. O nome da peça ejetada é “door plug”, ou “tampão de porta”.

Não houve feridos. Não havia ninguém no assento ao lado da porta ejetada; se houvesse, o passageiro poderia ser sugado para fora do avião, devido à pressão atmosférica externa a quase 5 mil metros de altura.

A porta com tampão, uma espécie de porta “falsa”, fica na parte do meio do Boeing 737 Max 9.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

franz-beckenbauer,-lenda-do-futebol-mundial,-morre-aos-78-anos

G1 Mundo

Franz Beckenbauer, lenda do futebol mundial, morre aos 78 anos

A família confirmou a morte em comunicado nesta segunda-feira. Beckenbauer morreu em paz enquanto dormia, de acordo com a nota. O ex-atleta vinha enfrentando problemas de saúde nos últimos meses. No fim de dezembro, o irmão dele falou ao jornal alemão "Der Spiegel" e confirmou que o estado de saúde dele era bastante instável. Segundo a reportagem, ele passou por duas cirurgias cardíacas e havia perdido a visão de um […]

today8 de janeiro de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%