G1 Santos

Ancestralidade e arte nos detalhes: conheça o arquiteto Gabriel Fernandes

today19 de junho de 2024 5

Fundo
share close

“Como eu sempre fiz parte dos processos artísticos da minha mãe, que trabalhava com isso, eu me tornei um adolescente sensível, me interessava pela estética das escolhas dos materiais, como eles se comportavam e o resultado final de cada trabalho”, conta o profissional.

Gabriel iniciou sua carreira profissional com o desejo de seguir no mundo da moda, chegando a começar um curso na área. No entanto, ele decidiu mudar de direção e estudou arquitetura, ao perceber que essa carreira oferecia mais oportunidades em sua região. No início, ele não estava completamente certo sobre ser arquiteto e se identificava mais com o design, mas essa escolha acabou moldando sua trajetória.

O arquiteto teve uma infância longe das telas e próximo da arte, através de sua mãe — Foto: Acervo Pessoal



Hoje, ele vive com prazer os prós da profissão e abraça cada aspecto do que significa ser arquiteto. “A mudança de carreira não apenas ampliou minhas perspectivas, mas também me proporcionou a oportunidade de unir minhas paixões pelo design e estética em minha prática arquitetônica, encontrando um equilíbrio entre as duas áreas que sempre me fascinaram”, enfatiza ele.

O apoio da família também teve uma grande importância em todas as suas escolhas. “Eles sempre me incentivaram e respeitaram todas as minhas decisões, sempre tive uma criação muito livre e eles sempre entenderam esse meu lugar com uma sensibilidade a mais, em qualquer coisa que eu fizesse”, acrescenta.

Além disso, no caminho da sua trajetória profissional, alguns parceiros de sua região o ajudaram a construir e consolidar o caminho que Gabriel trilhou na arquitetura nacional. São empresas que sempre tiveram ao lado dele, patrocinando seus projetos particulares, abraçando as suas composições, acreditando e admirando o seu potencial, são eles: Eurocuccina, Stylo Classe, Lucam Automação e Kyowa.

Gabriel reforça que ter bons aliados permite que ele explore ainda mais o seu lado artístico. “Ter uma boa relação de troca com esses profissionais e parceiros, é o que me leva cada vez mais longe. Com certeza juntos nós fizemos os melhores trabalhos e continuaremos”, pontua ele.

“Brasis Que Vi” e um mergulho em culturas e ancestralidade

As viagens do projeto “Brasis que Vi”, conduzido pelo escritório do arquiteto foi um marco em sua vida. “Elas me permitiram entender melhor o comportamento humano e, especificamente, o comportamento do brasileiro em sua diversidade cultural. A rica mistura de identidades que caracteriza o Brasil sempre me fascinou e influenciou meu trabalho.”, explica.

Ao vivenciar isso de perto, ele conta que se tornou um melhor ouvinte e observador, abordando as emoções e experiências das pessoas ao meu redor de uma maneira mais harmoniosa e calma.

Gabriel em uma viagem para o Amazonas, no projeto Brasis que Vi — Foto: Marcelo Oséas

Essa experiência contínua de aprendizado levou ele a ver além da profissão de arquiteto. “No “Brasis que Vi”, percebi que sou também um pesquisador – da nossa cultura, do meu trabalho, e de tudo o que me proponho a fazer.”, fala o arquiteto.

Suas vestimentas que expressam sentimentos através da moda

Gabriel Fernandes encontra na moda uma plataforma poderosa para expressar seus sentimentos e visões do mundo. Suas roupas, carregadas de significado, misturam elementos híbridos e misteriosos que cativam e intrigam quem as observa. “Quando adolescente, eu amava essas histórias populares, de folclore, que geravam um certo mistério, e isso fez muita parte do meu imaginário. Essa coisa da dualidade, da dúvida, faz parte da minha essência, eu gosto de ocupar esse lugar”, pontua Gabriel.

Ele transmite através de suas vestimentas um enigma que reflete suas experiências e imaginação. “Cada peça de roupa é um eco das minhas vivências, permeando o meu dia a dia, a minha casa, escritório e projetos”, conta o artista.

Identidade de gênero e redescoberta

Desde cedo, Gabriel percebeu que vivemos em um mundo que nos impõe camadas de normas, e essas camadas vão se acumulando com o tempo, até o ponto em que se torna difícil distinguir entre quem realmente somos e o que foi imposto sobre nós.

“Foi por volta dos 26 anos que tive um momento de revelação e autoconhecimento. Olhei para dentro de mim e reconheci a minha verdadeira essência”, explica ele.

Esse foi um ponto de virada, onde ele aceitou plenamente quem era, seus valores, sua aparência e suas preferências. “Esse encontro comigo mesmo foi extremamente libertador, impactando na minha personalidade, trabalho e toda a minha forma de me expressar no mundo”, acrescenta com entusiasmo. Assim, o artista descobriu que, ao ser genuinamente ele mesmo, podia se dedicar de corpo e alma a tudo o que fazia.

Para o artista a roupa é uma extensão de sentimentos e estado de espírito — Foto: Denilson Machado

A roupa, para Gabriel, é uma extensão de seus sentimentos e estado de espírito. Ele rejeita os rótulos e as expectativas sociais, preferindo viver de acordo com suas próprias identidades e vibrações e seu trabalho na arquitetura reflete exatamente o que ele pensa e vive integralmente.

Conheça um pouco mais do trabalho do arquiteto em seu Instagram: @GFEstudio55.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

george-santos,-brasileiro-expulso-do-congresso-dos-eua,-abre-perfil-no-onlyfans

G1 Mundo

George Santos, brasileiro expulso do Congresso dos EUA, abre perfil no OnlyFans

Em uma publicação nas redes sociais, Santos, que teve o mandato cassado por denúncias de uso indevido de dinheiro de campanha, disse que seu perfil exibirá "acesso total por trás das câmeras de tudo que eu estou trabalhando". Santos foi o quinto deputado da história dos Estados Unidos a ser expulso do Congresso do país. Em outra postagem feita minutos depois, o ex-deputado alegou que abriu o perfil "apenas para […]

today19 de junho de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%