G1 Mundo

Animais sentem terremotos antes dos humanos? Estudos apontam que sim, mas ciência não tem resposta definitiva

today9 de fevereiro de 2023 16

Fundo
share close

Pouco antes do terremoto de magnitude 7,8 que atingiu a Turquia e a Síria, alguns animais, como pássaros e cachorros, ficaram mais agitados do que o comum, de acordo com relatos de pessoas da região nas redes sociais.

Segundo uma reportagem da BBC, há evidências da Grécia Antiga de relatos de pessoas dizendo que os animais conseguem “prever” terremotos.

O jornal “Washington Post” publicou um texto em que explica que há pesquisas que mostram que existe, sim, razão científica que justifica a ideia de que os animais são mais capacitados para sentir pequenos tremores segundos antes de um terremoto. No entanto, também há pesquisas que indicam que é preciso estudar mais esse tema.



Equipe de resgate israelense e um cachorro caminham no local de prédio destruído em Kahramanmaras, Turquia, em imagem do dia 8 de fevereiro de 2023 — Foto: Ronen Zvulun/Reuters

Pesquisas que indicam que os animais sentem o tremor

O texto explica que existem dois tipos de ondas sísmicas:

  • As ondas P, as primeiras que são emitidas em um terremoto, que viajam numa velocidade de diversos quilômetros por segundo a partir do epicentro;
  • As ondas S, secundárias, que fazem o chão estremecer.

De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, poucos humanos conseguem sentir as ondas P, mas muitos animais com sentidos mais afiados sentem essas ondas antes da chegada das ondas S.

Martin Wikelski, um diretor do Instituto Max Planck de Comportamento Animal, publicou uma pesquisa sobre esse tema em 2020. Não se sabe por que os animais sentem as ondas mais leves, mas ele afirma que na pesquisa, notou-se que os animais mudam de comportamento cerca de 45 minutos antes de terremotos que foram detectados na Itália. Veja alguns exemplos de comportamento:

  • As vacas ficam paradas, sem se mexer;
  • Os cachorros ficam agitados, começam a latir muito;
  • As ovelhas ficam desorientadas

Pesquisas que ainda não encontraram evidências

Segundo o “Washington Post”, em 2018, uma revisão de 700 registros de comportamento de animais antes de terremotos concluiu que ainda não é possível chegar a uma conclusão.

Nessa revisão, tentou-se descobrir se os animais sentem os terremotos antes das máquinas sísmicas. Muitas evidências não eram confiáveis, determinou o estudo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

hoteis-da-baixada-santista-esperam-90%-de-ocupacao-para-o-carnaval

G1 Santos

Hotéis da Baixada Santista esperam 90% de ocupação para o carnaval

A ocupação da rede hoteleira da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, deve chegar a 90% no Carnaval, segundo levantamento do Sindicato de Hotéis, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHoRes). Uma pesquisa realizada pelo sindicato, divulgada na terça-feira (7), identificou que os hotéis já estão com 77% de leitos reservados para a festa. Por meio de nota, o presidente do SinHoRes, Heitor Gonzalez, afirmou […]

today9 de fevereiro de 2023 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%