Tocando:

Rádio 97Web

Anvisa se reúne com associações e operadoras para discutir protocolos sanitários da temporada de cruzeiros

Escrito por em 14 de outubro de 2021

Agência reiterou, na reunião, que a retomada da temporada de cruzeiros está condicionada à avaliação do cenário epidemiológico da pandemia.

Navio de cruzeiro Costa Fascinosa em Santos — Foto: Arquivo/Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reuniu com representantes de associações e de empresas que operam os cruzeiros marítimos no Brasil para discutir os protocolos sanitários que devem ser adotados durante a temporada 2021/2022 no país. As medidas vêm sendo discutidas desde que uma portaria do Ministério do Turismo foi publicada, no início do mês, e que confirmou a temporada. Todos os navios devem partir do Porto de Santos, no litoral de São Paulo.

Durante a reunião, realizada nesta quarta-feira (13), a Anvisa apresentou os critérios técnicos para a elaboração da proposta de retomada das atividades e realizou uma consulta dirigida com o objetivo de colher contribuições e impressões do setor. Os detalhes do protocolo foram apresentados às empresas de cruzeiros como parte do processo de discussão das regras sanitárias que serão

A Anvisa antecipou que a vacinação completa para passageiros que sejam elegíveis a utilizar as vacinas constitui aspecto central do protocolo discutido pela Agência, assim como a necessidade de teste para Covid-19 antes do embarque e de testagens periódicas a bordo, para o monitoramento dos passageiros durante a viagem.

Os protocolos em discussão envolvem ainda a triagem para embarque, o permanente monitoramento, regras de saúde a bordo, lotação, quantidade reduzida de cabines, entre outros aspectos.

Como já havia manifestado anteriormente, a Agência reiterou na reunião que a retomada da temporada de cruzeiros está condicionada à avaliação do cenário epidemiológico da pandemia. Portanto, a proposta completa da Anvisa ainda será publicada e deverá ser submetida à avaliação da Diretoria Colegiada da Agência, não sendo a aprovação do protocolo automática.

Ainda conforme a Anvisa, será apresentado nos próximos dias os protocolos em discussão na agência ao Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS e aos representantes dos municípios impactados pela operação de cruzeiros.

A temporada nacional de cruzeiros 2021/2022 foi aprovada pelos Ministérios da Saúde, Justiça, Infraestrutura, Turismo, Casa Civil e a Embratur, no início de outubro, mesmo após a negativa da Agência.

No Brasil, a previsão é de começar no dia 31 de outubro de 2021 e terminar em 19 de abril de 2022. Sete embarcações serão responsáveis por ofertar 566.280 leitos totais – cerca de 36 mil a mais que na temporada 2019/2020, que contabilizou 530 mil acomodações.

A temporada nacional deve trazer um impacto de R$ 2,5 bilhões na economia nacional, R$ 330 milhões em impostos e gerar cerca de 35 mil empregos diretos e indiretos. Os dados são da CLIA Brasil – Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos – braço nacional da Cruise Lines Internacional Association, maior entidade do setor de cruzeiros.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Newsletter G1Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *