G1 Mundo

Ao lado de Lula, presidente da Romênia diz que países devem apoiar a Ucrânia na guerra contra a Rússia

today19 de abril de 2023 6

Fundo
share close

O presidente da Romênia, Klaus Werner Iohannis, afirmou nesta terça-feira (18), durante encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os países têm o dever de apoiar a Ucrânia na guerra contra a Rússia.

O governo romeno divulgou a transcrição do discurso de Iohannis durante almoço oferecido por Lula ao líder estrangeiro no Palácio do Itamaraty.

Iohannis disse a Lula e aos demais presentes no encontro que a Rússia agrediu a Ucrânia ao decidir invadir o país.



O presidente romeno declarou que seu país continuará apoiando a Ucrânia no conflito e ressaltou que a comunidade internacional tem o dever de apoiar a Ucrânia para repelir a agressão e a guerra.

Em uma rede social, Iohannis reforçou a mensagem ao relatar que apresentou a Lula a posição romena contra uma ‘guerra de agressão ilegal’.

“A comunidade internacional deve dar todo apoio a Ucrânia para vencer a agressão russa”, postou.

Em sua fala, Lula disse que condena a ‘violação da integridade territorial’ da Ucrânia e que defende solução ‘política e negociada’ para a guerra, que dura mais de um ano.

O encontro entre Lula e Iohannis ocorreu no dia seguinte à visita ao Brasil do chanceler russo Sergei Lavrov. O ministro das Relações Exteriores de Putin foi recebido por Lula e pelo chanceler brasileiro, Mauro Vieira.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, discordou da fala de Lula sobre EUA e União Europeia prolongarem a guerra por fornecer armas aos ucranianos.

Já o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Kirby, afirmou que Lula estava ‘papagueando a propaganda russa e chinesa sem observar os fatos em absoluto’.

Lula deu a declaração de que os EUA e a Europa prolongam a guerra na Ucrânia em Abu Dhabi. Ele também defendeu a criação de uma espécie de “G20 pela paz”.

“A paz está muito difícil. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, não toma iniciativa de paz, o [presidente da Ucrânia], Volodymyr Zelensky, não toma iniciativa de paz. A Europa e os EUA terminam dando a contribuição para a continuidade desta guerra”, afirmou Lula, durante uma coletiva de imprensa no fim de sua viagem.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

onu-declara-preocupacao-com-possibilidade-de-espionagem-de-secretario-geral-pelos-eua

G1 Mundo

ONU declara preocupação com possibilidade de espionagem de secretário-geral pelos EUA

Relatos revelara que o secretário-geral da entidade, Antonio Guterres, e outros altos funcionários da ONU estariam sendo espionados pelos Estados Unidos. A Organização das Nações Unidas (ONU) expressou oficialmente suas preocupações com relatos de que o secretário-geral da entidade, Antonio Guterres, e outros altos funcionários da ONU estariam sendo espionados pelos Estados Unidos. "Deixamos claro que tais ações são inconsistentes com as obrigações dos Estados Unidos, conforme enumeradas na Carta […]

today19 de abril de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%