G1 Santos

Após 28 mortos e pedidos de entidades de direitos humanos, governo de SP anuncia fim da Operação Escudo

today5 de setembro de 2023 8

Fundo
share close

Um deles foi o Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), que reuniu ao menos 11 relatos de violações dos direitos humanos durante a Operação Escudo. Com isso, o conselho recomendou ao governo paulista que encerrasse a operação e apresente, em até 20 dias a partir de 1º de setembro, esclarecimentos sobre as circunstâncias das mortes em decorrência da intervenção policial.

Segundo o órgão, no caso de impossibilidade de atendimento, que “a operação seja imediatamente suspensa, sob pena de aplicação de multa diária”.

Na coletiva, Derrite afirmou não ter sido notificado formalmente sobre o pedido. “Não tomei conhecimento formal de nenhum pedido, recomendação ou ação da Defensoria Pública. O órgão externo que faz a fiscalização das polícias é o MP [Ministério Público].”



Mesmo depois da prisão de três suspeitos pela morte do soldado, o governador Tarcísio anunciou que a operação continuaria por pelo menos um mês. Em 28 de agosto, a SSP chegou a informar que a operação não tinha prazo para terminar.

Os laudos do Instituto Médico Legal (IML) de 15 de 23 mortos Baixada Santista em 30 dias de Operação Escudo apontam que 46 tiros acertaram e mataram homens que eram considerados suspeitos pela polícia e teriam entrado em confronto com as equipes, segundo a versão da Polícia Militar. A 23ª vítima, um adolescente de 15 anos, foi morta nesta segunda-feira (28), quando a ação completa um mês.

Na coletiva, Derrite negou que tenha havido tortura ou execução. “Ao longo de toda a operação nós vimos alguns apontamentos dizendo que denúncias haviam sido feitas, dizendo que houve execução e nos laudos do IML. Nenhum laudo aponta sinais de execução, que houve tortura e nenhum laudo e necrópsia do Instituto Médico Legal, o órgão responsável técnico, nenhum aponta um hematoma, uma queimadura de cigarro. Isso não foi apontado e nós temos como comprovar isso pelo brilhante trabalho da polícia científica”, afirmou.

“A respeito das denúncias, eu fui atrás da Corregedoria da Polícia Civil e da Corregedoria da Polícia Militar e, durante a instauração dos inquéritos, eu falei: ‘Eu quero pessoalmente cuidar de cada denúncia’. Eu somei as denúncias tanto da Corregedoria da PM quanto da Corregedoria da Polícia Civil, e a somatória das denúncias formais dos órgãos convencionais das polícias é zero, eu não tenho nenhum denúncia, sobre nenhuma ocorrência. O nosso interesse é garantir a legitimidade da operação”, afirmou.

Segundo o secretário, com o fim da Escudo, será retomada a Operação Impacto, que atua no combate e prevenção a diversos tipos de crimes na Baixada Santista. “A Operação Impacto, essa sim, vai prosseguir até o início da Operação Verão porque a Baixada não pode perder o reforço do policiamento.” Depois da Operação Verão, Derrite informou que será aumentado o efetivo fixo de policiais na Baixada.

O secretário afirmou que irá adquirir mais câmeras para os policiais. “Nós temos hoje 10.125 câmeras corporais. Alguns batalhões possuem, outros não. Dentro da estratégia de expansão, vamos adquirir novas câmeras. A PM está com um planejamento de licitação de aquisição de 6 mil câmeras para as viaturas policiais, para fazer leitura de placa de veículo roubado, de veículo furtado.”

Dados obtidos com exclusividade pelo g1, por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), indicam que havia 10.125 equipamentos com os policiais em 2 de fevereiro de 2023. O número segue igual em resposta enviada no dia 6 de junho pela PM, vinculada à Secretaria da Segurança Pública (SSP-SP) do secretário Guilherme Derrite. São Paulo tem cerca de 100 mil policiais.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

pat-guaruja-oferta-17-vagas-de-emprego-nesta-quarta-feira

Prefeitura de Guarujá

PAT Guarujá oferta 17 vagas de emprego nesta quarta-feira

Abaixo, veja as exigências de cada chance e como concorrer a cada uma delas 10 vagas – Técnico de Enfermagem Experiência: Não exigida Escolaridade: Ensino Médio Completo  Obs: Estar com o Coren ativo 02 vagas – Recepcionista Atendente Experiência: 6 meses com comprovação em carteira Escolaridade: Ensino Médio Completo Obs: Obrigatório Excel e Word   02 vagas – Técnico/ Mecânico de Manutenção de Ar Condicionado      Experiência: 6 meses com comprovação em carteira  Escolaridade: Ensino Médio Completo Quantidade: 2 […]

today5 de setembro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%