G1 Mundo

As declarações enganosas ou falsas compartilhadas no Twitter por Elon Musk

today2 de junho de 2023 17

Fundo
share close

Musk, o mais seguido do Twitter, costuma ser cuidadoso com as palavras, mas interage regularmente com as principais contas de direita nos EUA, incluindo algumas conhecidas por compartilhar fake news.

A BBC compilou falsas teorias e comentários polêmicos no Twitter sobre os quais Musk comentou nos últimos meses.

Tiroteio em massa no Texas



As contas do atirador no YouTube e na rede social russa Odnoklassniki foram descobertas pela primeira vez pelo grupo de investigação de código aberto Bellingcat, que revelou fotos de uma tatuagem de suástica, longos discursos violentos e um meme que mencionava “crianças latinas” e a frase “tornar-se supremacista branco”.

As contas também foram analisadas de forma independente pela BBC e outros jornalistas, e a polícia afirmou que o atirador “tinha ideologia neonazista”, embora sua motivação para matar oito pessoas permaneça sob investigação.

Mas Musk lançou dúvidas sobre as evidências e, não citando nenhuma evidência própria, alegou que Bellingcat havia executado “psyops” – “guerra psicológica”.

As operações psicológicas, comumente usadas na guerra ou contra países estrangeiros hostis, são formas de fazer com que os oponentes pensem ou ajam de uma determinada maneira.

Mas a ideia absurda de que as autoridades conduzem regularmente tais operações ligadas a tiroteios em massa ou ataques terroristas para mudar a opinião pública tornou-se uma teoria de conspiração comum nos círculos pró-armas dos EUA.

Musk se referiu a essa concepção popular de psicopatas várias vezes, inclusive em março, quando prometeu combater a “manipulação da opinião pública” no Twitter usando inteligência artificial.

Em resposta, o fundador da Bellingcat, Eliot Higgins, chamou o dono do Twitter de “um idiota que consome mídia-lixo”.

Questionado pela BBC, Musk não respondeu até a conclusão desta reportagem.

Musk repetiu as alegações em uma entrevista à emissora CNBC na semana passada, alegando que Odnoklassniki era um site “obscuro” do qual “ninguém nunca ouviu falar”.

Odnoklassniki é uma das redes sociais mais populares da Rússia, e a existência do perfil do atirador na plataforma foi revelada pela primeira vez pelo jornal americano New York Times citando fontes policiais e de segurança, antes de ser descoberta pelo Bellingcat usando a função de busca da plataforma.

Musk lançou dúvidas sobre alguns dos detalhes da invasão do Capitólio em 6 de janeiro de 2021 em várias ocasiões, mas sua opinião mais polêmica veio em março, quando ele pareceu sugerir que um dos manifestantes mais conhecidos havia sido condenado injustamente.

O ‘Xamã do QAnon’ durante a invasão do Capitólio — Foto: Reuters via BBC

No entanto, outras ações de Chansley em 6 de janeiro de 2021 também foram capturadas pela câmera. Ele rejeitou repetidamente as ordens da polícia para deixar o edifício e foi filmado gritando dentro da câmara do Senado.

Musk foi criticado no ano passado após compartilhar uma alegação infundada após um violento ataque a Paul Pelosi, marido da então presidente da Câmara dos Representantes Nancy Pelosi, na casa de sua família por um homem que promoveu uma variedade de teorias da conspiração de direita on-line.

Uma falsa alegação viral sobre o ataque sugeriu que Paul Pelosi, de 82 anos, e seu agressor David DePape, 42, estavam em um relacionamento do mesmo sexo e tiveram uma briga enquanto estavam bêbados.

Embora inicialmente marginal, a alegação começou a ganhar força nos Estados Unidos depois que Musk tuitou um artigo de um site com afirmações semelhantes.

O site citado por Musk tem um histórico de publicação de histórias imprecisas, incluindo um artigo de 2016 que afirmava que Hillary Clinton estava morta.

Ao contrário de outras ocasiões, Musk posteriormente excluiu o tuíte e pediu desculpas pelo erro.

Musk também atacou recentemente o bilionário George Soros, cujo financiamento de causas liberais e progressistas por meio de sua fundação filantrópica o transformou em um bicho-papão para conservadores e ativistas de direita.

Musk alegou que Soros “quer corroer o próprio tecido da civilização” e “odeia a humanidade”. Três dias antes, o fundo de investimento de Soros disse que havia vendido suas ações da Tesla.

Musk comparou Soros a Magneto, um personagem da Marvel que — como Soros — sobreviveu ao Holocausto.

Os tuítes foram condenados pela Anti-Defamation League, o principal grupo de defesa dos judeus nos Estados Unidos, e pelo Ministério das Relações Exteriores de Israel.

Musk, no entanto, negou que seus comentários fossem antissemitas, dizendo à emissora CNBC: “Sou pró-semita, no mínimo”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eua-vao-parar-de-fornecer-a-russia-alguns-dados-de-armas-nucleares-do-novo-tratado-start

G1 Mundo

EUA vão parar de fornecer à Rússia alguns dados de armas nucleares do novo tratado START

Assinado em 2010 e com vencimento em 2026, o novo tratado START limita o número de ogivas nucleares estratégicas que os países podem implementar. Imagem de arquivo mostra o lançamento do míssil balístico interncontinental Minuteman III durante um teste operacional nos Estados Unidos em 2017. — Foto: via Reuters Os Estados Unidos disseram que vão parar de fornecer à Rússia algumas notificações exigidas pelo novo tratado START de controle de […]

today2 de junho de 2023 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%