G1 Mundo

Ataque indiscriminado com armas no Maine é o mais mortal nos EUA neste ano; veja MAPA com todos os crimes

today27 de outubro de 2023 6

Fundo
share close

Na quarta-feira (25), um homem de 40 anos foi até uma casa de boliche da cidade de Lewiston, de 40 mil habitantes, e abriu fogo. O suspeito escapou, entrou em um carro, dirigiu cerca de 6,5 quilômetros até um bar e, novamente, atirou contra pessoas aleatoriamente.

Até o fechamento dessa reportagem, 18 pessoas morreram e 13 ficaram feridas. Esse é o tiroteiro em massa com mais vítimas fatais nos Estados Unidos neste ano.

Não há uma definição universal do que seja um ataque em massa –entre alguns especialistas, considera-se que para que um tiroteiro seja classificado assim é preciso haver quatro mortes, mas outros estudiosos afirmam que o caráter de mortes indiscriminadas é o mais importante.



O site “Gun Violence Archive”, que monitora os casos, considera que um ataque em massa tem pelo menos quatro pessoas baleadas. De acordo com o site, neste ano houve 312 tiroteios em que o criminoso atirou de forma indiscriminada que deixaram pelo menos uma pessoa morta.

O número de feridos nesses ataques é de 2.343.

Propostas para combater as ameaças

Em um estudo publicado pelo Instituto de Governo Rockfeller, as pesquisadoras Jaclyn Schildkraut e H. Jaymi Elsass afirmaram que poderia haver políticas públicas para tentar impedir esse tipo de ataque. Seriam formas de a polícia agir. Esse tipo de crime não é espontâneo e isso, na teoria, possibilita que haja intervenção prévia.

  • Esses ataques em massa precisam ser planejados, e no processo de planejamento há oportunidades para que os agressores sejam identificados. Seria uma forma de neutralizar uma ameaça antes que ela se concretize.
  • As pesquisas identificaram que quase todos os criminosos verbalizam seus planos a alguém, só que as pessoas que poderiam informar às autoridades que há uma ameaça para a segurança das pessoas não fazem isso. Em um caso recente em Buffalo, o criminoso chegou a descrever seus planos na internet. É preciso criar incentivos para que as pessoas que têm essas informações façam denúncias para a polícia.

Polícia do estado do Maine faz grande operação em busca de atirador

Polícia do estado do Maine faz grande operação em busca de atirador

O ataque mais violento da história recente do país aconteceu em Las Vegas, em 2017, quando 58 pessoas foram assassinadas e 441 ficaram feridas.

O presidente dos EUA, Joe Biden, publicou um pronunciamento oficial em que lamenta a morte das pessoas em Maine e afirma que oferecerá tudo que for necessário para apoiar o povo do estado.

No texto, Biden ainda apela aos republicanos no Congresso para que apoiem um projeto de lei que proíba rifles e cartuchos de altas capacidades, o que, segundo ele, levaria ao armazenamento seguro dessas armas.

“Isto é o mínimo que devemos a todos os americanos que agora suportarão as cicatrizes – físicas e mentais – deste último ataque”, diz Biden.

Maine não exige autorização para porte de armas

Com cerca de 38 mil habitantes, Lewiston, no estado do Maine, faz parte do condado de Androscoggin e fica a cerca de 56 km ao norte da maior cidade do estado, Portland.

O Maine tem baixos índices de criminalidade: durante todo o ano de 2022, foram registrados 29 homicídios ao todo.

O estado não exige autorização para porte de armas, e tem uma cultura a de posse de armas que está ligada às suas tradições de caça e tiro esportivo.

“Nosso pequeno estado de apenas 1,3 milhão de pessoas é conhecido há muito tempo como um dos mais seguros do país. Este ataque atinge quem somos e os valores que prezamos para esse lugar que chamamos de lar”, disse Janet Mills.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasileira-que-mora-em-cidade-alvo-de-atirador-nos-eua-recebeu-alerta-do-governo-para-procurar-abrigo

G1 Mundo

Brasileira que mora em cidade alvo de atirador nos EUA recebeu alerta do governo para procurar abrigo

A brasileira Larissa Felix, de 26 anos, recebeu um alerta do governo de Lewiston, no Maine, Estados Unidos, orientando moradores a buscarem abrigo imediatamente porque havia um atirador ativo na cidade. Um homem de 40 anos atacou na noite desta quarta-feira (25) dois estabelecimentos no estado do Maine, nos EUA, deixando 18 pessoas mortas e outras 13 feridas, segundo informações divulgadas pela governadora do estado, Janet Mills, nesta quinta-feira (26). […]

today27 de outubro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%