G1 Santos

Áudio mostra garota de programa falando sobre cliente antes de ser achada morta; ouça

today22 de maio de 2024 3

Fundo
share close

Raquel foi encontrada sem vida em um hotel na Rua Bittencourt, no Centro de Santos, na terça-feira (21). Ela trabalhava como garota de programa e foi localizada após atender um cliente, que deixou o local. A Polícia ainda não sabe se Raquel foi deixada no quarto com ou sem vida.

Raquel da Costa Souza, de 41 anos, foi encontrada morta em hotel no Centro de Santos (SP) — Foto: Redes sociais e Abner Reis/TV Tribuna



Segundo apurado pelo g1 com a família, Raquel atendeu o homem na segunda-feira (20) e enviou um áudio para uma amiga, que também trabalha com prostituição. Ela relatou que iria reencontrá-lo na tarde daquele mesmo dia .

“Veio um homem e perguntou se eu ia no motel com ele. Eu falei: ‘olha, eu não costumo ir, mas, qual motel é?’. Eu senti que ele é bem tranquilo, entendeu?”, afirmou Raquel.

Na mesma mensagem, ela contou que o homem apontou um hotel perto de onde estavam e ela topou ir com ele. “Pagou uma hora, me deu R$ 200 e R$ 60 para a casa [onde ela trabalhava]. E aí a gente foi andando”, disse.

“Meu, pensa num cara tranquilo, tranquilo. Só cheira, cheira e fuma, e super educado. Aí eu falei assim: ‘nossa, me desculpe, eu não gosto muito desse cheiro de cigarro’. Ele falou: ‘não, esse vai ser o último’. Eu falei: ‘ah, obrigada’. Aí ficamos uma hora, aí depois ele queria mais”.

Raquel da Costa Santos, de 41 anos, mandou áudio para amiga antes de morrer em Santos (SP) — Foto: Arquivo Pessoal, Abner Reis/TV Tribuna e Reprodução

Ainda de acordo com o áudio, ela combinou com o homem se reencontrarem no período da tarde, pois era quando ele poderia pagar mais tempo de programa.

Um funcionário do hotel, onde Raquel foi encontrada morta, relatou que um homem deu entrada no local na noite de segunda-feira (20) e, momentos depois, ela também foi para o mesmo quarto. Mais tarde, o homem foi embora e a mulher ficou. No entanto, ele pagou em dinheiro e não deixou identificação.

Raquel trabalhava como garota de programa em Santos (SP) e foi registrada por câmeras de monitoramento antes de ser encontrada morta — Foto: Reprodução

O corpo foi encontrado após uma desconfiança do filho da vítima. Sem conseguir contato com a mãe, ele acionou uma amiga dela, que informou o hotel onde Raquel poderia estar. O jovem, de 23 anos, se foi até o local e pediu para que os funcionários abrissem a porta, quando se deparou com a mãe morta na cama.

A PM e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e, no local, os profissionais de saúde confirmaram a morte. A polícia informou que atua para identificar e ouvir o homem com quem ela estava, que foi registrado em câmeras de monitoramento.

“A princípio não tem muita relação para nós, [mas] a gente vai identificar todo mundo que conversou com essa vítima”, disse o delegado da 3ª Delegacia de Homicídios, Thiago Bonametti.

À TV Tribuna, afiliada da Globo, o delegado Bonametti falou sobre a cena do crime. “A princípio não foi verificado nenhum sinal muito evidente de violência, apesar de ter um pouco de sangue no local. É uma secreção [sangue] comum ali e pode ocorrer de diversas formas. Não havia nenhum ferimento que chamasse atenção nos exames iniciais”, disse o delegado.

De acordo com Bonametti, a investigação ainda depende do resultado dos exames, pois a causa da morte é desconhecida. Ele contou que a perícia realizou um exame perinecroscópico inicial [averiguação visual do perito sobre o corpo], mas não apontou nada que pudesse indicar o que levou Raquel à morte.

“Nós vamos ter que aguardar o exame de corpo de delito, o exame necroscópico do perito legista para dizer qual a causa efetivamente da morte dela e eventualmente algum outro desdobramento”, ressaltou ele. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

O caso foi registrado como morte suspeita e localização e apreensão de objeto no 1º DP de Santos. O g1 apurou que objetos seriam pinos de cocaína, da droga consumida pelo homem que estava com a vítima, que não era usuária de entorpecentes, de acordo com uma pessoa próxima.

O Hotel Brasul, onde Raquel foi encontrada morta, foi procurado pela equipe de reportagem, mas não atendeu as ligações.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

baixada-santista-e-vale-do-ribeira-receberao-28-mil-doses-da-vacina-monovalente-contra-a-covid-19

G1 Santos

Baixada Santista e Vale do Ribeira receberão 28 mil doses da vacina monovalente contra a Covid-19

Doses da vacina Spikevax monovalente serão enviadas na próxima sexta-feira (24), segundo o governo de SP. Foco é imunizar grupos prioritários contra a versão mais atualizada da Covid-19. Imunizantes serão enviados aos Grupos de Vigilância Epidemiológica (GVEs) de Santos e Registro. — Foto: REUTERS/Eduardo Munoz O Governo de São Paulo enviará 28.530 doses da vacina Spikevax monovalente contra a Covid-19 aos Grupos de Vigilância Epidemiológica (GVEs) de Santos, no litoral […]

today22 de maio de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%