G1 Santos

Autoridade Portuária de Santos quer PPP para expandir a geração de energia da Usina de Itatinga

today27 de julho de 2023 2

share close

A Autoridade Portuária de Santos (APS) estuda abrir um chamamento público à PPP. Mas, segundo o diretor-presidente da APS, Anderson Pomini, o projeto está em fase de estruturação e ainda não tem data para ser apresentado e publicado.

Pomini explicou ao que o objetivo com a parceria é preservar a área, expandir a capacidade de geração de energia e explorar o potencial turístico da região. O g1 esteve na usina durante uma visita técnica nesta quinta-feira (27).

“Estamos preparando [o chamamento público], antes disso a gente está provocando que o mercado vá visitar [o local] e o próprio mercado faça sugestões. Assim que nós tivermos mais detalhes e mais informações, a gente publica o chamamento”, explicou.



Pomini explicou que a prioridade em relação aos investimentos na usina são para manutenção, com a troca dos fios de alta tensão, pois atualmente a energia sofre oscilações. No entanto, há possibilidade de expandir a capacidade.

“Tem potencial, inclusive, para abastecer as fontes energéticas das cidades de Bertioga, Guarujá, e, a depender do investimento que for feito, ainda mais”, informou o presidente da APS.

Inaugurada em outubro de 1910, a Usina Hidrelétrica de Itatinga fica em uma área que pertence ao governo federal situada em Bertioga, a uma distância de aproximadamente 30 km do Porto de Santos, administrado pela Autoridade Portuária de Santos.

Já para o turismo, os investimentos necessários seriam em prol da modernização da infraestrutura da vila, pois o intuito é receber visitação. “Para instalação de estruturas mais adequadas para o recebimento dos turistas […]. A natureza é riquíssima e oferece todas essas condições a depender do investimento que se propõe”, enfatizou Pomini.

De acordo com o presidente da APS, ainda não há estimativa de valores, pois eles dependem do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA). Desta forma, não há previsão para o investimento retornar à empresa vencedora da PPP. “Se for 20, 25, 30 ou 35 anos, vai depender desses estudos que serão feitos”, disse.

Visita: viagem de 2 horas

De Santos, são aproximadamente duas horas para chegar ao local: uma hora e meia de catamarã e 25 minutos de bonde. Ela fica em Bertioga (SP), a 30 km do Porto de Santos.

O acesso é restrito a funcionários e familiares dos profissionais. Alguns deles, inclusive, moram na vila, de rua única, que foi construída ao redor da usina. O local chegou a abrigar centenas de pessoas, mas, agora, é habitado por aproximadamente 20. “Ali funcionou como uma cidade”, disse Pomini.

Segundo o diretor-presidente da APS, o local em meio à natureza é de enorme potencial turístico. No entanto, exige investimentos. “Hoje, não se justifica mais que essa estrutura continue sobre a administração do Porto”.

“Não se fala em possibilidade de venda dessa área, mas sim em parcerias público-privadas, para que a gente faça uma exploração adequada tanto para a geração de energia, como para a exploração turística”.

Inaugurada em outubro de 1910, a Usina Hidrelétrica de Itatinga fica em uma área que pertence ao governo federal situada em Bertioga, a uma distância de aproximadamente 30 km do Porto de Santos, administrado pela APS.

A porcentagem que abastece o complexo portuário corresponde somente à margem Direita, ou seja, Santos. Ela é usada em pelo menos dez terminais, segundo o gerente de utilidades da estatal, Rafael Apolinário dos Santos.

Além disso, 99% do sistema elétrico da Autoridade Portuária são provenientes da Usina de Itatinga. Os terminais que não utilizam a força gerada pela usina recebem energia da concessionária CPFL.

Ao todo, são 166 torres de energia da usina até a torre grande em Guarujá. De lá, as linhas de transmissão atravessam para a torre alta, em Santos. A energia é centralizada no prédio da APS, que redistribui para os terminais.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Prefeitura de Guarujá

Guarujá lança ‘Restaurante Popular Móvel’ servindo refeições a R$ 1,00

Prefeitura implanta, nesta segunda-feira (31), novo programa, que oferecerá alimentação a baixo custo, de forma itinerante. Perequê e Vila Edna são os primeiros bairros atendidos, com 550 refeições por dia Com o objetivo de facilitar o acesso à alimentação e garantir a segurança alimentar de famílias em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura de Guarujá lança, nesta segunda-feira (31), o Programa Municipal Restaurante Popular Móvel. Dois caminhões, que juntos vão servir diariamente 550 refeições a R$ 1,00, sendo 250 no bairro […]

today27 de julho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%