G1 Mundo

Beryl ganha força novamente e atinge o Texas como categoria de furacão

today11 de julho de 2024 4

Fundo
share close

O Beryl retornou à categoria de um furacão durante esta madrugada após ter sido rebaixado para uma tempestade tropical no fim de semana, e, no início desta manhã, tocou o solo no Texas.

O furacão atingiu a costa central do Texas, perto do condado de Matagorda, por volta das 4h no horário local (6h pelo horário de Brasília) com uma tempestade severa e ventos fortes. Cerca de 1,5 milhões de casas perderam a luz e pelo menos uma morte foi reportada.

Poucas horas depois, as autoridades voltaram a classificar o fenômeno como tempestade tropical, mas pediram que as pessoas tratem a tempestade “como se fosse um tornado em seu caminho”.



“Os ventos do furacão são muito fortes, mais fortes do que esperávamos. Precisamos que você se proteja longe das janelas, em áreas seguras de sua casa”, afirmou Lina Hidalgo, uma das executivas do condado de Harris, que fica na região do Texas atingida pela tempestade.

Primeiro furacão de categoria 5 a atingir o Caribe durante um mês de junho, o Beryl causou 11 mortes ao passar pelo Caribe.

O fenômeno de rápido desenvolvimento indica mais aquecimento da água no Oceano Atlântico e no Caribe, o que pode ser uma mostra do que a região deve enfrentar na temporada de tempestades.

Furacão trouxe fortes chuvas e ventos — Foto: Arte g1

Segundo o NHC, o furacão Beryl perdeu força após a passagem pela Jamaica, sendo reclassificado para a categoria 3. Ainda durante a quinta-feira, o fenômeno desceu mais um degrau, indo para a categoria 2.

No entanto, ao avançar para o México, o furacão voltou para a categoria 3 na escala Saffir-Simpson. Neste domingo, ganhou ainda mais força, sendo reclassificado.

Veja abaixo como a escala funciona:

  • Categoria 1: potencial de causar alguns danos, com ventos de 119 a 153 km/h. Pode causar danos ao telhado, quebrar galhos grandes de árvores e linhas de energia;
  • Categoria 2: potencial de causar grandes danos, ventos de 154 km/h a 177 km/h. Casas podem sofrer danos estruturais. Árvores são arrancadas e bloqueiam estradas. Interrupções de energia são frequentes;
  • Categoria 3: potencial de causar danos devastadores, com ventos de 178 km/h a 208 km/h. Grandes danos a construções. Muitas árvores serão quebradas ou arrancadas. Eletricidade e água podem ficar indisponíveis;
  • Categoria 4: potencial de causar danos catastróficos, com ventos de 209 km/h a 251 km/h. Casas podem ser derrubadas, assim como postes de energia, com prejuízos à rede por semanas ou meses;
  • Categoria 5: potencial de causar danos catastróficos, com ventos de mais de 252 km/h. Muitas casas serão destruídas, com colapso da parede e perda do telhado. Áreas residenciais ficarão isoladas. Potencial de áreas ficarem inabitáveis por semanas ou meses.

Avião de pesquisa dos EUA voa dentro do olho do furacão Beryl

Avião de pesquisa dos EUA voa dentro do olho do furacão Beryl




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

navio-que-transportou-tripulante-com-malaria-e-autorizado-a-atracar-no-porto-de-santos

G1 Santos

Navio que transportou tripulante com malária é autorizado a atracar no Porto de Santos

O navio Genco Picardy veio da Nigéria. O caso de malária no tripulante filipino, de 27 anos, foi confirmado no dia 4 de julho. O navio graneleiro, que seguia para o Porto de Santos para receber uma carga de acúçar, saiu do continente africano em 20 de junho. Além de febre e dor no corpo, o paciente teve fraqueza muscular. De acordo com o médico Gilberto Martins Maria, que o […]

today11 de julho de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%