G1 Santos

Brasileira na Turquia arrecada doações para desabrigados após terremoto que abalou o país e chocou o mundo: ‘desesperador’

today21 de fevereiro de 2023 18

Fundo
share close

Uma brasileira, de 31 anos, que mora na Turquia e acompanhou o drama de um país abalado, após um terremoto de magnitude 7.8, resolveu arregaçar as mangas e ajudar os desabrigados. A empresária Ana Carolina Morais, que nasceu em Santos, no litoral de São Paulo, e atua no setor de turismo disse ter arrecadado diversas tendas para ajudar as famílias necessitadas. Na última segunda-feira (20), inclusive, o país foi novamente chacoalhado por um terremoto, esse com 6.3 de magnitude, em Hatay, uma das áreas mais afetadas pelos tremores registrados a partir de 6 de fevereiro.

“Em dois dias, conseguimos comprar oito tendas só com doações do Brasil. Mas, de uma forma geral, já arrecadamos mais de 100 tendas e vamos continuar”, contou Ana Carolina, que mora em Istambul há cinco anos. Esse já é considerado o sétimo desastre natural mais mortal deste século – são mais de 41 mil vítimas fatais. A tragédia superou os terremoto e o tsunami que abalaram o Japão em 2011.

Depois do terremoto de 7.8, o país registrou mais de 100 tremores entre as regiões central e sul, em área próxima à Síria, que também sofreu com os tremores e teve diversas mortes.



Mapa mostra área afetada pelo terremoto na Turquia — Foto: BBC

“Eu tenho amigos que são de uma das regiões mais afetadas que é Kahramanmaraş, que chegou a ter 70% da cidade destruída. Os prédios que não desabaram por inteiro estão sendo derrubados para não ter mais riscos de queda. A situação está muito desesperadora”.

“Não sabemos como ficarão as coisas por aqui e nem quanto tempo isso vai demorar para se normalizar. Mas a esperança ainda continua no país, porque, mesmo após o terremoto, ainda são encontradas pessoas vivas“, finaliza Ana.

Duas pessoas são retiradas vivas dos escombros 12 dias após terremoto na Turquia

Duas pessoas são retiradas vivas dos escombros 12 dias após terremoto na Turquia

Equipes de resgate de várias partes do mundo estão atuando na Turquia, inclusive do Brasil. Ela contou que as pessoas se uniram e criaram grupos no Instagram para compartilhar informações. “As mensagens sobre possíveis pessoas vivas são enviadas até chegar a uma equipe de resgate. Todos ajudam, mas, infelizmente, não tem colaboradores suficiente para resgatar a todos”, contou.

De acordo com Ana Carolina, milhares de pessoas estão sem moradia e dormindo na rua. “A região afetada é de um povo muito simples e sem estrutura. Muitos já não tinham quase nada e agora ficaram sem nada”. explicou.

Santista está arrecadando tendas para doar para desabrigados de terremoto na Turquia — Foto: Ana Carolina Moraes

Cachorro é resgatado em meio a destroços na Turquia

Cachorro é resgatado em meio a destroços na Turquia

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

de-peixe-a-filhote-de-jacare:-veja-o-que-os-moradores-encontraram-apos-o-temporal-que-inundou-o-litoral-de-sp;-video

G1 Santos

De peixe a filhote de jacaré: veja o que os moradores encontraram após o temporal que inundou o litoral de SP; VÍDEO

Em Bertioga, a equipe da TV Tribuna, afiliada da Globo, registrou um peixe próximo ao banheiro de uma das casas no Condomínio Morada da Praia (veja o vídeo abaixo). Já em Guarujá, uma imagem que circula nas redes sociais chamou a atenção dos moradores: um filhote de jacaré foi encontrado no bairro Santa Cruz dos Navegantes. Segundo apurado pelo g1, o Instituto Gremar foi acionado e resgatou o animal do […]

today21 de fevereiro de 2023 28

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%