G1 Mundo

Brasileiros continuam esperando autorização para sair da Faixa de Gaza pela fronteira com o Egito

today16 de outubro de 2023 18

Fundo
share close

São 28 os brasileiros que pediram ajuda para deixar a Faixa de Gaza. Eles estão divididos em dois grupos: dez aguardam em Rafah, local a 1km do Egito; outros 18 estão em Khan Yunis, depois de terem sido levados por um ônibus alugado pela Embaixada Brasileira na Palestina. A prioridade da viagem era levar os brasileiros em segurança pelo trajeto.

Alessandro Candeas, embaixador do Brasil na Palestina, explicou que o ônibus demorou para chegar e a viagem não pôde ser feita ainda na sexta-feira (13) porque já estava escuro e seria perigoso andar, possivelmente em meio a bombardeios, no escuro.

Brasileiros seguem em Gaza à espera de autorização para saírem da região pelo Egito — Foto: Reprodução



“Nós temos uma missão e um critério. A missão é retirar os brasileiros. E levá-los até a fronteira para que eles pudessem atravessar a fronteira em segurança. Qual é o critério da execução desse plano? A segurança. A segurança dos brasileiros”, disse Candeas.

Os brasileiros estão há pouco mais de 24 horas no Sul de Gaza, e a sensação é um misto de alívio e angústia.

Hasan Rabee, brasileiro que mora em São Paulo e viajou a Gaza para visitar parentes, integra o grupo de 28 pessoas que solicitaram ajuda diplomática brasileira. E contou que Khan Yunis não possui estrutura para receber tantas pessoas.

“O sistema do resgate ainda não está funcionando. Há pessoas feridas correndo na rua. Não sei se dá para ouvir, mas infelizmente está muito difícil. As bombas caem por todos os lados, as casas na esquina foram completamente destruídas, tem bastante gente ferida, morta, e não dá para resgatar ninguém”, relatou.

A mesma situação ocorre em Rafah, cidade mais próxima da fronteira com o Egito. Ela está cheia de pessoas de outras nacionalidades, principalmente americanos que são incentivados pelo governo do país a tentar cruzar a fronteira por conta própria.

Alessandro Candeas, embaixador do Brasil na Palestina, em entrevista ao Fantástico — Foto: Reprodução/TV Globo

O governo brasileiro, por sua vez, estuda duas opções de saída pelo Egito: uma pelo aeroporto de Al Arish, a 53km da Faixa de Gaza; e outra pelo Aeroporto do Cairo, a 350 km – a opção considerada a mais provável até o momento. O avião da Presidência da República está em Roma, capital da Itália, aguardando autorização para fazer o percurso.

Aguardamos apenas a abertura da fronteira e a autorização do governo egípcio. E quando os brasileiros passarem da fronteira, haverá um outro ônibus que vai deslocá-los, e aí as informações ainda precisam ser confirmadas. Espero que a qualquer momento do dia de amanhã (segunda-feira, 16) isso possa ser feito. Mas, de novo, é difícil de prever. O importante é que do nosso lado, estamos prontos”, disse Candeas.

Ouça os podcasts do Fantástico




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

biden-diz-que-hamas-deve-ser-eliminado-e-que-seria-um-erro-israel-ocupar-gaza

G1 Mundo

Biden diz que Hamas deve ser eliminado e que seria um erro Israel ocupar Gaza

Após intensos bombardeios, iniciados após o ataque terrorista do Hamas no dia 7, o Exército de Israel prepara uma ofensiva por terra em Gaza, que pode começar a qualquer momento. "Acho que seria um grande erro [Israel ocupar Gaza]. Veja, o que aconteceu em Gaza, na minha opinião, é [culpa do] Hamas e dos elementos extremistas do Hamas, que não representam o povo palestino. E penso que seria um erro […]

today16 de outubro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%