Tocando:

Rádio 97Web

Califórnia quer obrigar lojas a terem seções para brinquedos “sem gênero”

Escrito por em 23 de outubro de 2021

No sábado, a Califórnia se tornou o primeiro estado dos Estados Unidos a adotar uma lei que exige a grandes lojas de varejo seções de brinquedos com gênero neutro. O projeto foi assinado pelo governador Gavin Newson.

A medida, que entra em vigor em 2024, diz que lojas de varejo com 500 ou mais funcionários devem vender brinquedos e produtos de puericultura fora de áreas que rotulam gênero, podendo oferecer normalmente os artigos em seções tradicionais se desejarem.

O deputado Evan Low (D-Campbell), que introduziu a legislação, afirmou que o projeto de lei 1084 traz uma mudança gradual para que o setor de varejo deixe de comercializar produtos infantis sobre estereótipos tradicionais de gênero

“Parte disso é para garantir que, se você for uma garota jovem, possa encontrar um carro de polícia, um caminhão de bombeiros, uma tabela periódica ou um dinossauro. E da mesma forma, se você é um menino, se você é mais artístico e quer brincar com glitter, por que não? Por que você deve sentir o estigma de dizer, ‘Oh, isso deveria ser envergonhado’ e ir para um local diferente?”, disse Low.

Rótulos de gênero

Neste ano o Legislativo criticou os legisladores democratas dizendo que eles não deveriam falar como uma empresa privada deve organizar ou exibir suas mercadorias.

De acordo com um professor de psicologia da US Santa Cruz, Campbell Leaper, as empresas começaram a usar rótulos de gênero e indicadores rosa para meninas e azul para meninos para comercializar produtos nas décadas de 1940 e 1950.

“Mas mesmo para crianças que se identificam com o sexo atribuído ao nascimento, pode haver algumas crianças que querem brincar com alguns desses brinquedos, mas acabam evitando-os porque não querem ser consideradas anormais de alguma forma”, disse Leaper, segundo o Los Angeles Times.




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.