G1 Mundo

Cardiologista em Berlim é preso por suspeita de dois assassinatos na UTI

today8 de maio de 2023 17

Fundo
share close

Especialista do hospital Charité é acusado de administrar, intencionalmente, altas doses de sedativo que provocaram a morte de pelo menos dois pacientes de UTI.


Suspeito tem 55 anos e havia sido afastado do hospital Charité em 2022 — Foto: Annette Riedl/dpa/picture alliance/Via DW



A polícia alemã prendeu nesta segunda-feira (8) um cardiologista que atuava no renomado hospital universitário Charité, em Berlim, por suspeita de assassinato.

Em comunicado, fontes policiais e judiciais informaram se tratar de um médico de 55 anos, suspeito de ter intencionalmente administrado doses tão altas de um sedativo a dois pacientes gravemente enfermos em terapia intensiva que eles morreram como resultado.

O caso teria se passado no campus Virchow-Klinikum, no bairro de Wedding, que tem foco em cardiologia, angiologia e medicina intensiva. Após uma denúncia anônima sobre “um procedimento médico ilegal que resultou em morte”, o cardiologista foi desligado do hospital em agosto de 2022.

“O Charité levou a denúncia muito a sério, imediatamente desligando o especialista suspeito e tomando todas as medidas necessárias para proteger os grupos de pessoas potencialmente afetados”, disse um porta-voz da clínica.

As investigações começaram na mesma na época, mas um mandado de prisão não podia ser emitido até o recebimento de um relatório médico mostrando que as altas doses de sedativo não eram clinicamente justificáveis, disse o comunicado.

Ao total, quatro mortes suspeitas foram associadas ao cardiologista, mas apenas em dois casos não restou dúvidas de que o medicamento administrado foi injustificável, acrescentaram.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

policia-de-paris-e-criticada-por-autorizar-manifestacao-neonazista

G1 Mundo

Polícia de Paris é criticada por autorizar manifestação neonazista

Vestidos de preto, manifestantes de extrema direita caminharam pelas ruas de um bairro da capital sob supervisão da polícia, com bandeiras que marcavam o aniversário de morte do ativista de extrema direita Sebastien Deyzieu, em 1994. O senador do Partido Socialista David Assouline foi a uma rede social e mandou uma mensagem ao ministro do Interior, Gérald Darmanin: "Explique-se! "É inadmissível ter permitido que 500 neonazistas e fascistas desfilem no […]

today8 de maio de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%