G1 Mundo

Carregada pela polícia, alvo de Trump e Bolsonaro: relembre a trajetória e as polêmicas em que já se envolveu a ativista Greta Thunberg

today17 de janeiro de 2023 13

Fundo
share close

Esse não foi o primeiro incidente envolvendo a ativista. De 2018 para dá, ela acumula diversos episódios em que conseguiu chamar a atenção para a causa pela qual ela milita, o meio ambiente (principalmente a contenção da emissão de gases do efeito estufa, que são responsáveis pelo aquecimento global).

Greta começou a ficar mais famosa em agosto de 2018, quando faltava na escola para protestar contra as mudanças climáticas em frente ao Parlamento da Suécia (ela cresceu em Estocolmo).

Greta Thunberg aos 15 anos, protesta em frente ao Parlamento da Suécia com o cartaz: ‘Greve das escolas pelo clima’ — Foto: TT News Agency/Hanna Franzen via Reuters



Greta se tornou uma figura mundialmente conhecida, já discursou nas Nações Unidas e teve encontros com chefes de Estado.

Ela iniciou uma campanha chamada Fridays for Future (Sextas-feiras pelo Futuro, em tradução literal), no qual milhares de crianças participam de manifestações locais.

Em setembro de 2019, atravessou o Oceano Atlântico em um iate que não emitia gases do efeito estufa e chegou a Nova York para participar de um evento na ONU. A viagem demorou 15 dias.

Em novembro daquele ano, voltou a viajar de barco, dessa vez para a Espanha, onde participou da 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

  • A ativista conta que aos 8 anos, na escola, ouviu falar pela 1ª vez sobre aquecimento global e disse ter ficado assustada com a falta de ação dos adultos.
  • Greta conta que o temor em relação ao meio ambiente foi um dos fatores em um período depressivo, no qual deixou de ir à escola por um tempo.
  • Aos 11 anos, foi diagnosticada com Asperger, um tipo de autismo. Ela diz que essa condição é chave em seu modo de agir e interpretar o mundo.
  • Depois de pesquisar e convencer os pais sobre a crise climática, a estudante começou em 2018 a deixar de ir a aulas nas sextas para protestar.
  • O ato solitário ganhou apoio nas redes sociais e foi seguido pelo mundo sob o nome de “Fridays For Future”.
  • Greta já discursou eventos internacionais como a COP24, a Conferência do Clima da ONU, e o Fórum Econômico Mundial.
  • Em 2019, foi eleita a ‘pessoa do ano’ pela revista “Time”. Ela ganhou fama e inspirou movimentos estudantis na luta contra o aquecimento global e em defesa da natureza.

A jovem Greta Thunberg na capa da revista Time — Foto: Reprodução

Um dia antes de Greta ser nomeada “Pessoa do Ano” pela Time, em 2019, Jair Bolsonaro, então presidente do Brasil criticou o espaço dado pela imprensa para a ativista, a quem chamou de “pirralha”.

Isso porque Greta compartilhou um vídeo sobre as mortes dos indígenas brasileiros e escreveu que esses povos são assassinados ao tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal.

“A Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí, pirralha”, declarou o presidente.

Horas depois da fala do presidente brasileiro, Greta mudou a sua apresentação no Twitter para “Pirralha”.

Greta versus Donald Trump

Setembro/2019 – A ativista ambiental sueca Greta Thunberg observa o presidente dos EUA Donald Trump enquanto ele entra nas Nações Unidas, em Nova York, para falar com repórteres, em 23 de setembro de 2019 — Foto: Andrew Hofstetter/Reuters/Arquivo

Após a escolha de Greta como pessoa do ano, Donald Trump, então presidente dos Estados Unidos, escreveu no Twitter que a decisão era “muito ridícula”, e que a jovem deveria “se empenhar em controlar a própria raiva e, depois, assistir um bom e velho filme com um amigo. “Relaxa, Greta, relaxa”, afirmou Trump.

Greta então mudou a biografia no Twitter: “Uma adolescente se empenhando em controlar a própria raiva, atualmente relaxando e vendo um bom e velho filme com um amigo”.

Andrew Tate, um ex-campeão de kickboxing que ganhou fama em 2016, quando foi expulso da edição britânica do Big Brother, fez uma publicação no Twitter em que provocava Greta mostrando os carros dele. No dia 28 de dezembro, Tate escreveu o seguinte:

“Olá @GretaThunberg, tenho 33 carros. Meu Bugatti tem um quad-turbo w16 8.0L. Minhas DUAS Ferraris 812 Competizione têm 6.5L v12s. É só o começo. Por favor, me passa seu e-mail para que eu possa enviar uma lista completa da minha coleção de carros e suas respectivas emissões enorme.”

Greta respondeu com o seguinte texto:

“Sim, por favor, me esclareça. Me mande um e-mail para energiadepenispequeno@arrumeoquefazer.com.”

No dia seguinte dessa troca de mensagens, Tate foi detido na Romênia em uma investigação de estupro e tráfico humano. Tate foi detido com o irmão, Tristan. Ele teve a casa invadida pela polícia na capital, Bucareste. Os dois estariam sendo investigados desde abril.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

populacao-da-china-cai-pela-primeira-vez-desde-1961

G1 Mundo

População da China cai pela primeira vez desde 1961

A população do país em 2022 — 1,4118 bilhão — caiu 850 mil em relação a 2021. A taxa de natalidade da China vem caindo há anos, desencadeando várias políticas para desacelerar essa tendência. Em 2015, sete anos depois de acabar com a política do filho único — instituída nos anos 1970 para limitar o tamanho das famílias chinesas — a China entrou em uma "era de crescimento negativo da […]

today17 de janeiro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%