G1 Mundo

Carro em chamas é lançado contra casa de prefeito em meio a protestos na França

today2 de julho de 2023 9

Fundo
share close

Um dos incidentes mais graves ocorreu em uma pequena localidade nos subúrbios de Paris, L’Haÿ-les-Roses, onde um carro colidiu com a casa do prefeito na madrugada deste domingo (2) e depois pegou fogo.

A esposa e um de seus dois filhos pequenos ficaram levemente feridos, enquanto o prefeito, Vincent Jeanbrun, do partido de direita Os Republicanos, estava na prefeitura coordenando a resposta aos distúrbios.

Ao canal de TV francês TF1, Vincent Jeanbrun disse: “somos prefeitos. Não somos perfeitos. Fazemos coisas que estão indo na direção certa, outras que são menos compreendidas. Não pedimos unanimidade, mas nunca imaginaria que minha família seria ameaçada de morte e que teríamos um atentado nesta bela cidade”.



Casa de prefeito de cidade da França é atacada em protestos pela morte do jovem Nahel

Casa de prefeito de cidade da França é atacada em protestos pela morte do jovem Nahel

O presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou uma reunião sobre a situação, neste domingo à noite, com sua primeira-ministra e os ministros do Interior e da Justiça.

De acordo com o Ministério Público, os primeiros indícios são de que “o veículo foi lançado com a intenção de incendiar a casa”.

A primeira-ministra Elisabeth Borne classificou o ataque como “intolerável” e a Associação de Prefeitos da França (AMF) convocou uma manifestação na segunda-feira, ao meio-dia (7h em Brasília), em frente às prefeituras de todo o país.

Segundo o presidente da associação, David Lisnard, desde terça-feira “150 prefeituras ou prédios municipais foram atacados”.

Vincent Jeanbrun — Foto: Yves Herman/Reuters

Na noite de sábado, foram mobilizados até 7.000 em Paris e nos subúrbios da capital, com reforços significativos em Marselha (sul) e Lyon (leste), as principais cidades afetadas no dia anterior pelos confrontos, destruições e saques.

Policial atira em jovem de 17 anos durante abordagem

Policial atira em jovem de 17 anos durante abordagem

O Ministério do Interior anunciou um total de 719 detenções em todo o país na madrugada de domingo, frente aos 1.300 de sábado. “Uma noite mais tranquila, graças à ação decidida das forças de segurança”, disse Darmanin.

Apesar disso, cerca de 45 policiais e gendarmes ficaram feridos, 577 veículos e 74 edifícios foram incendiados e 871 incêndios foram registrados em vias públicas, informou o ministério.

“Chega, parem de vandalizar”, pediu a avó de Nahel em entrevista, hoje, à rede BFMTV, um dia após o enterro de seu neto em Nanterre.

“Não quebrem as janelas, não destruam as escolas, os ônibus… são as mães que usam o ônibus”, acrescentou.

O chefe de Governo alemão, Olaf Scholz, disse estar “preocupado” neste domingo, embora tenha se mostrado “totalmente convencido de que o chefe de Estado francês encontrará os meios para que a situação melhore rapidamente”.

Manifestantes em confronto com a polícia após a morte de Nahel, uma adolescente de 17 anos morta por um policial francês durante uma parada de trânsito, em Nanterre, subúrbio de Paris, França, 30 de junho de 2023. — Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters

Vários países aconselharam seus cidadãos a não viajarem para as áreas afetadas pela violência.

A ONU alertou, na sexta-feira, para os “profundos” problemas de “racismo e discriminação racial” entre as forças de segurança francesas, considerações que o governo considerou “totalmente infundadas”.

A violência e a raiva dos jovens das áreas populares lembram os distúrbios que abalaram a França em 2005, após a morte de dois adolescentes perseguidos pela polícia.

Em Paris e em Marselha, a polícia mobilizou importantes dispositivos de segurança nas regiões centrais.

Na tentativa de conter a espiral de violência, muitas cidades francesas impuseram toque de recolher e proibiram a circulação de ônibus e VLTs a partir das 21h.

O adolescente morto foi enterrado no sábado em Nanterre, perto de Paris.

O policial que atirou, de 38 anos, está detido desde terça-feira, acusado de homicídio doloso.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sensivel-demais:-voce-e-um-pai-ou-mae-‘orquidea’?

G1 Mundo

Sensível demais: você é um pai ou mãe ‘orquídea’?

Mesmo nos lares mais tranquilos, pode haver dias em que o barulho, a bagunça e o caos parecem sair de controle, deixando os pais exaustos e irritados. Afinal, os bebês não têm botão de desligar, nem controle de volume. Por mais comum que seja este sentimento, existe uma característica de personalidade que pode fazer a vida familiar parecer mais sufocante para alguns pais do que para outros. Um estudo de […]

today2 de julho de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%