G1 Santos

Casais são sequestrados em rodovia, feitos reféns em cativeiro e liberados após transferências bancárias

today24 de janeiro de 2023 20

Fundo
share close

Os casais, que não se conheciam, foram abordados pela mesma quadrilha, mas em momentos diferentes. De acordo com a Polícia Civil, as vítimas são dois homens de 33 e 39 anos e duas mulheres de 22 e 32.

O primeiro casal foi sequestrado, por volta das 2h15 de segunda-feira (23), na rodovia Cônego Domênico Rangoni. Eles sairam de Guarujá e seguiam para a capital paulista, onde moram, quando foram abordados pelos criminosos.

A quadrilha usou um carro vermelho com giroflex, dispositivos de alarme sonoro e iluminação vermelha, como se fossem policiais, e pararam na frente do carro do casal. Depois, os criminosos sairam do veículo com fuzis e pistolas e abordaram as vítimas.



O casal foi levado para casas pequenas de madeira, com cadeados na porta, instaladas no meio da mata. Segundo a polícia, o local fica no bairro da Mantiqueira, perto da estrada. Eles foram obrigados a realizar transferências bancárias e passar a senha de cartões de crédito e dados pessoais.

Carro utilizado pelo criminosos durante sequestro em Cubatão — Foto: Nina Barbosa

O segundo casal foi sequestrado por volta das 4h. As vítimas também foram abordadas pelos criminosos na rodovia e levadas ao cativeiro. No local, já estava o primeiro casal, que havia sido abordado no início da madrugada.

Segundo a Polícia Civil, o homem do segundo casal percebeu que estava tratava de um sequestro e bloqueou os acessos aos bancos pelo celular. Já a namorada dele fez transações bancárias via PIX para as contas determinadas pelos criminosos.

Por volta das 5h50 desta terça-feira (24), os dois casais foram liberados pelo grupo de criminosos às margens da rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Cubatão. Eles caminharam até uma empresa portuária e pediram ajuda aos funcionários e a uma viatura que fazia a segurança do local.

Os casais foram levados à Delegacia Sede de Cubatão para prestar depoimento. O valor das transações feitas pelas vítimas não foi informado.

Estrada que dava acesso ao cativeiro que os casais ficaram presos em Cubatão — Foto: Nina Barbosa

A Polícia informou que foram feitas buscas, na manhã desta terça-feira, na região de Cubatão e próximo ao local do sequestro. Durante o patrulhamentos, os dois veículos das vítimas foram encontrados na Rua Barão do Rio Branco, em Cubatão.

Os carros foram apreendidos e levados para o pátio da delegacia. Segundo a polícia, será realizada uma perícia nos veículos para identificar possíveis registros dos criminosos que possam ajudar nas investigações.

Segundo a Polícia Civil, cerca de 15 indivíduos armados de pistolas e fuzis estão envolvidos no crime. Equipes da Delegacia Antissequestro (DAS) prosseguem em diligências para identificar e localizar a quadrilha. Por enquanto, ninguém foi preso.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cidade-chinesa-atinge-53°c-e-registra-menor-temperatura-da-sua-historia

G1 Mundo

Cidade chinesa atinge -53°C e registra menor temperatura da sua história

Mohe, no norte do país asiático, nao passava por frio tão brutal desde 1969. Repórter quebra ovo e ele congela em segundos, na China A cidade de Mohe, no extremo norte da China, atingiu sua temperatura mais baixa já registrada, informou a mídia estatal chinesa nesta terça-feira (24). De acordo com a emissora estatal CCTV, Mohe, que faz fronteira com a Rússia ao norte, registrou uma temperatura de cerca de […]

today24 de janeiro de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%