G1 Mundo

‘Chantagem extrema’ obrigou jogadores da Alemanha a deixar de usar braçadeira ‘OneLove’, diz Federação alemã

today22 de novembro de 2022 35

Fundo
share close

Sem fazer referências diretas à Fifa, diretor da Federação Alemã de Futebol afirmou que jogadores foram muito pressionados a desistir de braçadeira, parte de uma campanha a favor dos direitos LGBTQIA+. Homossexualidade é ilegal no Catar.




Copa 2022: Entenda polêmica sobre a braçadeira LGBTQIA+ ‘One Love’

Copa 2022: Entenda polêmica sobre a braçadeira LGBTQIA+ ‘One Love’

As federações de futebol que planejavam usar as braçadeiras ‘OneLove’ – uma campanha contra a discriminação durante a Copa do Mundo no Catar – durante os jogos do mundial enfrentaram uma “chantagem extrema” que levou ao cancelamento da ação, afirmou nesta terça-feira (22) a Federação Alemã de Futebol (DFB).

A homossexualidade é ilegal no Catar, que é constantemente criticado por violações dos direitos humanos.

O diretor de mídia da DFB, Steffen Simon, disse à rádio alemã Deutschlandfunk que a Inglaterra foi ameaçada com várias sanções esportivas.

“O diretor do torneio foi até o time inglês e falou sobre várias violações de regras e ameaçou com sanções esportivas massivas sem especificar quais seriam”, disse ele.

Simon, que não especificou se foi a Fifa quem fez as ameaças, disse que as outras seis nações decidiram “mostrar solidariedade” à Inglaterra e não usar também a braçadeira.

“Perdemos a braçadeira e é muito doloroso, mas somos as mesmas pessoas de antes com os mesmos valores. Não somos impostores que afirmam ter valores e depois os traem”, afirmou. “Estávamos em uma situação extrema, em uma chantagem extrema e pensamos que tínhamos que tomar essa decisão sem querer.”

A seleção inglesa não quis comentar o assunto. A Fifa ainda não havia se manifestado até a última atualização desta notícia.

Dentro da Alemanha, a reação à desistência da DFB em usar as braçadeiras. A rede de supermercados REWE cancelou acordo de patrocínio que tinha com a federação, cuja reputação foi manchada nos últimos anos. Quatro ex-presidentes renunciaram em meio a acusações de corrupção e outros escândalos.

“Posso entender a decepção. Tínhamos a escolha entre a peste e o cólera”, disse Simon.

“Temos muito respeito pelo que a equipe do Irã fez ontem”, disse Simon. “Sentimos com as mulheres iranianas. Sim, não temos mais o símbolo, mas ainda defendemos os valores associados a este símbolo.

“A DFB está em uma oposição fundamental dentro da Fifa”, disse ele.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eduardo-paes-posta-bandeira-da-arabia-saudita-e-brinca-com-a-argentina:-‘hoje-pode’

G1 Mundo

Eduardo Paes posta bandeira da Arábia Saudita e brinca com a Argentina: ‘Hoje pode’

Publicação, depois apagada, foi feita minutos depois do segundo gol do time sobre os hermanos capitaneados por Lionel Messi. Postagem de Eduardo Paes com a bandeira da Arábia Saudita — Foto: Reprodução “Hoje pode, né”, escreveu como legenda. Mas o prefeito acabou apagando a postagem. “Ai ai ai Hackers…. Ai ai ai estagiários…”, escreveu, sem mais explicações. Eduardo Paes volta à Sapucaí como prefeito da cidade novamente — Foto: Gustavo […]

today22 de novembro de 2022 41

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%