G1 Mundo

China faz novos exercícios militares próximos a Taiwan e ilhas do Japão, dizem autoridades

today10 de abril de 2023 15

Fundo
share close

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que, até as 10h da manhã desta segunda (noite de domingo no Brasil), 59 aviões chineses se aproximaram da ilha. Destes, 39 entraram na Zona de Defesa Aérea de Taiwan.

Os exercícios militares reportados nesta segunda fazem parte de uma série de manobras realizadas pela China nos últimos dias, enquanto cresce a tensão na Ásia.

Em relação aos exercícios feitos próximos de ilhas do Japão, o governo japonês informou que a aproximação foi feita com um porta-aviões chinês durante simulações de ataques aéreos no domingo (9).



O Ministério da Defesa do Japão afirmou que caças a jato e helicópteros decolaram e pousaram no porta-aviões chinês mais de 100 vezes entre e sexta e domingo. A Reuters informou que a operação também contou com três navios de guerra e uma embarcação de apoio.

O governo japonês disse que os militares chineses chegaram a 230 quilômetros da ilha japonesa de Miyako.

Autoridades do Japão e da China se reuniram nesta segunda-feira para discutir preocupações marítimas. Um porta-voz do governo japonês disse que o país acompanha os exercícios da China em Taiwan.

“A importância da paz e da estabilidade no Estreito de Taiwan não é importante apenas para a segurança do Japão, mas também para a estabilidade da comunidade internacional como um todo”, disse o secretário-chefe do gabinete, Hirokazu Matsuno, a repórteres, segundo a Reuters.

TV chinesa mostra exercícios militares ao redor de Taiwan — Foto: Reuters

A mídia estatal chinesa disse que o país continua conduzindo exercícios ao redor de Taiwan, nesta segunda. Os militares fizeram inspeções marítimas e aéreas, além de exercícios de bloqueio ao redor da ilha.

A China também disse que seguiu e monitorou uma embarcação da Marinha dos Estados Unidos que estava nas proximidades das Ilhas Spratly, que ficam no Mar do Sul da China.

Tensão após encontro entre Taiwan e EUA

A China considera a ilha de Taiwan como uma província rebelde que faz parte do território chinês. Pequim diz que está disposta a retomá-la até mesmo pela força, se necessário.

Sob o princípio de “uma só China”, o governo do país não permite que nenhuma outra nação tenha relações diplomáticas com ela e Taiwan ao mesmo tempo.

Apenas 13 países no mundo reconhecem a soberania de Taiwan.

O governo dos EUA há muito tempo mantém uma “ambiguidade estratégica” sobre o assunto, uma doutrina que visa dissuadir a China de invadir Taiwan e impedir que os líderes da ilha provoquem Pequim com uma declaração de independência.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

carbonara-e-‘mais-americano-que-italiano’:-uma-conversa-com-o-historiador-que-causou-‘revolta’-na-italia

G1 Mundo

Carbonara é ‘mais americano que italiano’: uma conversa com o historiador que causou ‘revolta’ na Itália

É assim que Alberto Grandi, professor de História da Alimentação da Universidade de Parma, na Itália, tem sido descrito nas redes sociais. Autor do livro Denominação de Origem Inventada. As mentiras do marketing sobre os produtos típicos italianos, Grandi ganhou fama ao desmascarar o que chama de "mitos" envolvendo a gastronomia do país. Em entrevista recente ao jornal britânico Financial Times, ele voltou a dar declarações ousadas — e a […]

today10 de abril de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%