G1 Mundo

Coalizão liderada pelos EUA intercepta ‘maior ataque’ contra navios cargueiros no Mar Vermelho e derruba drones e mísseis

today11 de janeiro de 2024 4

Fundo
share close

As forças navais dos Estados Unidos e do Reino Unido abateram 21 drones e mísseis disparados pelos houthis, um grupo baseado no Iêmen, na terça-feira (10), em direção às rotas marítimas internacionais no sul do Mar Vermelho, informaram os Estados Unidos.

O ministro da Defesa do Reino Unido disse que esse foi o maior ataque na região pelos militantes até o momento. Esse foi o 26º ataque houthi às rotas comerciais de navegação no Mar Vermelho desde 19 de novembro.

O Comando Central dos EUA disse que foram abatidos:



  • Dezoito drones,
  • Dois mísseis de cruzeiro antinavio e
  • Um míssil balístico antinavio

O ministro da Defesa britânico, Grant Shappsafirmou que os ataques dos houthis são inaceitáveis que o grupo militante “arcará com as consequências” se continuar.

“Tomaremos as medidas necessárias para proteger vidas inocentes e a economia global”, afirmou ele.

O Comando Central dos EUA afirmou que não houve registro de feridos nem de danos.

Há um risco de que a guerra entre Israel e o Hamas em Gaza se espalhe para outras partes do Oriente Médio.

Os houthis, que controlam a maior parte do Iêmen, têm atacado a rota para demonstrar seu apoio ao Hamas, grupo islâmico palestino.

Os ataques abalaram seriamente o comércio internacional na principal rota entre a Europa e a Ásia, que responde por cerca de 15% do tráfego marítimo mundial.

Muitas empresas de navegação foram forçadas a redirecionar suas embarcações, fazendo viagem mais longa ao redor da África, embora várias grandes empresas de petróleo, refinarias e casas comerciais tenham continuado a usá-la.

Os houthis prometeram continuar os ataques até que Israel interrompa o conflito em Gaza e alertaram que atacariam navios de guerra dos EUA se o próprio grupo de milícia fosse alvo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

itamaraty-confirma-sequestro-de-brasileiro-no-equador

G1 Mundo

Itamaraty confirma sequestro de brasileiro no Equador

Na noite desta quarta-feira, Eric Lorran Vieira, um irmão de Thiago, afirmou que foi o brasileiro que estava sequestrado foi libertado pela polícia e está bem. Freitas é de São Paulo e mora no Equador há cerca de três anos, onde tem uma empresa que faz churrasco brasileiro. Antes da notícia sobre a libertação, os diplomatas brasileiros afirmaram que estão acompanhando as diligências das autoridades equatorianas para que o homem […]

today11 de janeiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%