G1 Mundo

Com população da Índia à frente da chinesa, economia indiana pode crescer no ritmo da China?

today30 de abril de 2023 6

Fundo
share close

As projeções da Organização das Nações Unidas (ONU) previam que até o fim de abril – portanto, neste fim de semana -, a Índia, um vizinho da China, se tornaria o país mais populoso do mundo, com 1,428 bilhão de pessoas. A China tem 1,425 bilhão, também segundo as estimativas da ONU.

A Índia tem potencial para aproveitar a mesma vantagem que a China tem: muita mão de obra. Isso, em alguma medida, já aconteceu, o PIB foi quadruplicado em uma geração. O país vai crescer economicamente, e em alguns anos, a taxa será maior até mesmo que a da China —Sanghamitra Singh, do Instituto de População da Índia, afirma que, no último ano, a Índia cresceu 7%, e a China, 3% (um dos piores desempenhos da China em muitos anos).

Mas, de acordo com analistas, a Índia dificilmente terá um longo período de crescimento “chinês”. De 1990 para cá, a China foi o país que mais cresceu economicamente na história, de acordo com o “New York Times”. A economia chinesa, hoje, é cerca de cinco vezes maior que a indiana.



Projeção mostra quais devem ser os tamanhos da populações de Índia e China e o PIB per capita dos dois países — Foto: Kayan Albertin/g1

Veja abaixo três diferenças significativas que fazem com que a Índia tenha mais dificuldade para ter um “boom” econômico semelhante ao que a China teve:

  • Infraestrutura para indústria.
  • Participação das mulheres na população economicamente ativa.
  • Centralização política.

Um setor industrial menos pujante

Nas últimas décadas, as indústrias que poderiam se instalar na Índia foram desencorajadas por uma infraestrutura deteriorada e regulamentações antiquadas, de acordo com o “Financial Times”.

A indústria é 15% do PIB da Índia, uma porcentagem relativamente baixa.

Estação de trem em Mumbai, em janeiro de 2023 — Foto: Niharika Kulkarni/Reuters

Os empregos em indústria, tradicionalmente, geram mais renda do que nos outros setores (agricultura e serviços). Sem um aumento significativo da participação da indústria no total do PIB, dificilmente a Índia terá um crescimento a taxas muito elevadas.

O primeiro-ministro Narendra Modi tem se esforçado para alterar essas condições porque quer que o país se torne um concorrente da China. O país tem tido algum sucesso nessa tentativa, por exemplo, em poucos anos, a Índia passou a produzir 7% dos smartphones no mundo, de acordo com o “New York Times”.

Sanghamitra Singh, do Instituto de População da Índia, aponta que a pirâmide etária dos dois países favorece a Índia: “Tanto a China como a Índia têm uma população de cerca de 1,4 bilhão de pessoas. A população jovem da China, agora, está em declínio, e em um prazo médio isso pode ter um impacto na indústria chinesa, que eles conseguiram instalar a duras penas. Isso vai implicar em desafios e oportunidades para a Índia”.

Uma participação pequena das mulheres na força de trabalho

Sanghamitra Singh, do Instituto de População da Índia, diz que “dado que as mulheres são cerca de 50% da população, é necessário investir mais para que as mulheres entrem na força de trabalho e contribuam para o progresso da nação”.

O motivo pelo qual ele diz isso é que, na Índia, a participação das mulheres na força de trabalho é muito baixa.

Mulheres em Bangalore, na Índia, em outubro de 2006 — Foto: Jagadeesh Nv/Reuters

Neste ano, 24% das mulheres em idade de trabalho (15 anos ou mais) do país de fato trabalham. Já na China, essa porcentagem é de 61,3%.

Ou seja, o grande potencial da Índia, que seria o tamanho da população economicamente ativa, é torpedeado pela baixa participação de mulheres no mercado de trabalho.

Há vários motivos que explicam isso, entre eles:

  • Não há uma tradição de indústrias que empregam mais mulheres, como a têxtil.
  • O conservadorismo impede as mulheres de trabalhar.

Narendra Modi e Xi Jinping durante troca de presentes em outubro de 2019 — Foto: Divulgação/Via AFP

A Índia e a China têm governos diferentes: o primeiro é uma república parlamentarista, e o segundo, uma república comunista de um partido só.

Isso permitiu que os governos da China desde a revolução pudessem consolidar poder e unificar políticas no país inteiro, e a Índia é mais descentralizada.

Rio Ganges em Varanasi, em 7 de março de 2023 — Foto: Joseph Campbell/Reuters

A partir da década de 1970, o foco desse governo chinês mais centralizado foi crescer economicamente, com foco em exportações. A China fez isso antes. A Índia abriu mais a economia dela cerca de dez anos mais tarde, e é uma democracia na qual os conflitos de interesse (por exemplo, de capital versus classe trabalhadora) não são decididos por um governo não eleito.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

menina-com-sindrome-que-a-impede-de-ir-a-escola-ganha-festa-de-aniversario-surpresa-e-conhece-‘colegas-de-sala’

G1 Santos

Menina com síndrome que a impede de ir à escola ganha festa de aniversário surpresa e conhece ‘colegas de sala’

Alice Vitória Vieira dos Santos, de 7 anos, recebeu uma festa surpresa dos colegas de escola no imóvel em que mora em Guarujá, no litoral de São Paulo. Com síndrome artrogripose congênita múltipla, deficiência física que causa deformação nas articulações e limita a movimentação, a menina viu a maioria dos estudantes pela primeira vez, já que tem aulas em casa. “O carinho que todos tiveram com ela foi algo bem […]

today29 de abril de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%