G1 Mundo

Como barco pesqueiro resgatou náufrago australiano que ficou dois meses à deriva no Pacífico

today20 de julho de 2023 12

Fundo
share close

Foi isso o que relatou Antonio Suárez, presidente do Grupomar, empresa proprietária do barco atuneiro que encontrou o homem, ao jornal El País do México.

“Cheguei de manhã, fui para o navio e encontrei Timothy. Me abraçou. Ele estava preocupado porque não tinha dinheiro e perguntou quanto custaria para salvá-lo. ‘Bem, nada, estamos salvando você de graça”, disse Suárez à reportagem.

Timothy, que tem 54 anos, foi localizado junto com sua cadela Bella desnutridos e fracos. Os dois chegaram ao porto de Manzanillo, no México, nesta terça-feira (18). Quando saiu da cidade mexicana de La Paz, o intuito do homem era chagar à Polinésia Francesa.



Não foi a primeira vez que um dos barcos do empresário do grupo encontrou pessoas à deriva, como explicou Orlando Zepeda, marinheiro que participou do resgate, ao El País.

“Com a pesca do atum percorrem-se muitos quilômetros em águas internacionais, e sabemos que estamos expostos a colidir com barcos individuais. Como ser humano, você sempre se aproxima de barcos que vê assim para poder resgatar náufragos, é normal.”

O australiano e a cadela sobreviveram à base de peixe cru, patos e água da chuva. De acordo com o El País, Shaddock chegou ao continente atordoado e confuso. Ele ainda não está muito claro sobre a repercussão do seu caso, mas não consegue parar de agradecer.

“Estou me sentindo bem”, disse um Shaddock sorridente, magro e barbudo, a repórteres no cais da cidade portuária, cerca de 340 km (210 milhas) a oeste da Cidade do México. “Estou me sentindo muito melhor do que antes, eu lhe digo.”

“Ao capitão e à empresa de pesca que salvou minha vida, sou muito grato. Estou vivo e realmente não pensei que conseguiria”, disse ele, acrescentando que sua “incrível” cadela Bella também estava bem.

O australiano foi atleta quando jovem e trabalhou em uma multinacional de tecnologia. Nos anos 90, ele foi diagnosticado com câncer.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sob-risco-de-prisao-em-reuniao-de-brics,-putin-se-apequenou

G1 Mundo

Sob risco de prisão em reunião de Brics, Putin se apequenou

A decisão encerra um impasse complexo para o governo sul-africano – o de ter, como signatário do TPI, que prender Vladimir Putin caso ele pisasse em solo nacional. É também uma derrota para o presidente russo: a confirmação de que seus direitos foram cerceados, e ele perdeu a liberdade de circular livremente fora do país. Sem alternativa, será representado pelo chanceler Sergei Lavrov. Desde o início, a participação de Putin […]

today20 de julho de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%