G1 Mundo

Confronto entre gangues deixa pelo menos 12 mortos em prisão no Equador

today15 de abril de 2023 5

Fundo
share close

Pelo menos 12 detentos foram mortos em uma prisão equatoriana em meio a um novo confronto entre gangues, disse a agência penitenciária SNAI neste sábado (15), no capítulo mais recente da violência carcerária do país sul-americano.

O confronto ocorreu na sexta-feira (14) no presídio conhecido como La Penitenciaría, na cidade de Guayaquil, uma das mais perigosas do país.

O Equador tem registrado diversos motins nas prisões desde 2021, resultando na morte de centenas de detentos, o que o governo atribui a confrontos entre gangues de drogas que lutam por território e controle.



“Através do uso da tecnologia, foi estabelecido que 12 pessoas morreram”, disse o SNAI a repórteres.

A entidade acrescentou que o Ministério Público e a polícia estão no presídio para a identificação dos cadáveres.

No ano passado, uma delegação da Organização das Nações Unidas (ONU) descobriu que a violência nas prisões do Equador foi causada por anos de negligência do Estado com o sistema penitenciário.

O presidente Guillermo Lasso, um ex-banqueiro conservador que enfrenta audiências de impeachment por acusações de corrupção, tem lutado para lidar com a crescente violência no Equador, um país usado como ponto de trânsito para a cocaína que se desloca para a Europa e os Estados Unidos.

No início deste mês, o governo do Equador alterou um decreto para permitir o uso civil de armas de fogo e spray de pimenta, citando a crescente insegurança no país sul-americano.

O confronto de sexta-feira ocorre após o assassinato de três agentes penitenciárias do lado de fora da prisão em Guayaquil. Esta semana, o SNAI informou que seis presos foram encontrados enforcados em uma das enfermarias de La Penitenciaría.

Lasso aumentou a presença das forças de segurança e repetidamente declarou estado de emergência no sistema prisional na tentativa de controlar a violência.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasileiro-se-declara-culpado-por-trafico-de-pessoas-nos-eua

G1 Mundo

Brasileiro se declara culpado por tráfico de pessoas nos EUA

O brasileiro Fagner Chaves De Lima, 41, morador de Connecticut, se declarou culpado de uma acusação de tráfico de imigrantes ilegais para os Estados Unidos, na última quinta-feira (13), informou o Departamento de Justiça americano, em Massachusetts. Ele está preso desde junho de 2022 por extorquir e transportar pessoas do Brasil para os EUA. ➡️ O que ele fazia: segundo a acusação, Lima emitia documentos falsos, providenciava hospedagens e o […]

today15 de abril de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%