G1 Mundo

Considerado próximo a Prigozhin, general russo Sergei Surovikin é demitido do cargo

today24 de agosto de 2023 10

Fundo
share close

Apontado por fontes americanas como suposto cúmplice na rebelião armada contra Putin, Surovikin não é visto desde junho.




Próximo a Prigozhin, general russo Sergei Surovikin é demitido do cargo

Próximo a Prigozhin, general russo Sergei Surovikin é demitido do cargo

O general russo Sergey Surovikin, vice-comandante das operações militares da Rússia na Ucrânia, foi demitido do cargo nesta terça-feira (22). Considerado próximo a Prigozhin, Surovikin era apontado por fontes americanas como suposto cúmplice na rebelião armada contra Putin e não é visto desde junho.

No mesmo mês, segundo informações fornecidas pelo Ministério da Defesa da Rússia para o jornal “The Moscow Times”, Surovikin teria sido preso para ser interrogado sobre seu possível papel na rebelião.

Um texto do “New York Times” com base em informações de órgãos de inteligência dos Estados Unidos, afirmou que Surovikin, o “general Armageddon”, sabia que haveria uma rebelião do Grupo Wagner. A reportagem também dizia que as autoridades russas estavam verificando se ele estava envolvido no motim.

Surovikin é um líder respeitado entre os militares, responsável por conseguir fortalecer as posições russas nas frentes de batalha após a contraofensiva ucraniana no ano passado.

Sergei Surovikin em dezembro de 2022 — Foto: Sputnik/Gavriil Grigorov/Reuters

Embora tenha sido indicado para comandar as forças russas na Ucrânia em novembro e tenha sido substituído já em janeiro, o jornal afirma que ele ainda exerce influência na condução das operações de guerra e é muito popular entre os soldados.

Durante a intervenção militar russa na Síria, Prigozhin colaborou com Surovikin e já o descreveu como o general mais capaz das Forças Armadas da Rússia.

O “New York Times” relata que os funcionários do governo americano acreditam que Prigozhin não teria iniciado sua rebelião sem contar com o apoio de outras pessoas em cargos de poder.

Os serviços secretos americanos estão atualmente tentando determinar o grau de apoio que Prigozhin tinha dentro da liderança militar russa. Analistas observaram que o Grupo Wagner conseguiu tomar facilmente o quartel-general da campanha militar em Rostov-on-Don.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

rudolph-giuliani,-ex-advogado-de-trump-e-ex-prefeito-de-nova-york,-se-entrega-a-justica-do-estado-da-georgia

G1 Mundo

Rudolph Giuliani, ex-advogado de Trump e ex-prefeito de Nova York, se entrega à Justiça do estado da Geórgia

Rudolph Giuliani, ex-advogado de Donald Trump, se entregou à Justiça do estado da Geórgia nesta quarta-feira (23) para ser acusado formalmente de tentar reverter as eleições presidenciais dos EUA de 2020, que Trump perdeu para Joe Biden. Giuliani já foi promotor de justiça e prefeito da cidade de Nova York. Ele deverá pagar US$ 150 mil (cerca de R$ 730 mil) de fiança para poder ficar em liberdade durante o […]

today24 de agosto de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%