G1 Mundo

Constituinte do Chile, nascida após protestos da esquerda, terá controle da direita

today8 de maio de 2023 12

Fundo
share close

Com isso, o partido contribuirá com 22 dos 51 deputados (50 representantes dos partidos políticos e um dos povos indígenas) que terão a tarefa de redigir uma nova Constituição ao longo do ano.

A coalizão de esquerda de Boric, Unidade para o Chile, obteve 28% dos votos e 17 deputados, menos que os 21 que lhe dariam o direito de veto no processo de redação da Carta Magna.

O grupo conservador Chile Seguro obteve 21,5% dos votos e garantiu os 11 deputados restantes, enquanto as alianças Todo por Chile e Partido de la Gente — centro-esquerda e liberal, respectivamente — permanecem sem representação.



As coligações de direita e centro-direita terão 33 deputados no total, o que lhes dá ampla autonomia para redigir a Carta Magna que será submetida a plebiscito em substituição à atual, aprovada em 1980.

Além disso, a vitória do partido de direita radical é considerada especialmente simbólica, num momento em que a popularidade do governo de Boric está em baixa.

A votação teve ainda grande número de votos nulos e brancos, que ultrapassou 2,2 milhões, mais de 21% do total.

O pleito foi realizado em 38.665 seções eleitorais distribuídas em 2.932 locais de votação em todo o Chile.

Os 51 membros do Conselho devem redigir uma nova proposta de Constituição para substituir a promulgada durante o regime militar do general Augusto Pinochet.

Esse texto constitucional havia sido redigido por uma comissão dominada por representantes de esquerda e independentes. A derrota desse grupo levou a uma reconsideração da estratégia para concretização de uma nova Carta Magna.

Após a divulgação dos resultados, Kast discursou em Santiago do Chile diante de seus partidários, aos quais dedicou o “triunfo” de seu partido.

Ele garantiu que a vitória deste domingo é “um sinal forte e claro do rumo que (os chilenos) querem para o nosso país”. Apesar disso, destacou que “não há o que comemorar, porque o Chile não está bem” e aludiu aos problemas econômicos e de segurança que afetam o país.

Boric, por sua vez, reconheceu a derrota que, garantiu, “foi marcada pela crise de segurança e de imigração que penetrou profundamente no espírito dos nossos compatriotas”.

O presidente convidou os partidos de direita que liderarão o novo Conselho Constituinte a “conseguir grandes acordos para nossa pátria”.

Partidos de direita conquistam maioria no conselho que vai redigir nova Constituição no Chile

Partidos de direita conquistam maioria no conselho que vai redigir nova Constituição no Chile

O novo Conselho Constituinte

O Conselho eleito tem 50 membros distribuídos de forma igualitária: 25 homens e 25 mulheres, além de um representante indígena.

Os 50 eleitos neste domingo devem redigir a proposta da Carta Magna a partir de um anteprojeto elaborado por uma comissão de especialistas, formada por 24 profissionais indicados pelos partidos políticos e que já trabalha em um texto que deve ser entregue no dia 7 de junho.

Cerca de 12,5 milhões de cidadãos (82,7%) dos mais de 15,1 milhões foram às urnas.

A participação nas eleições era obrigatória e quem não votou pode receber multas que variam de 31 mil a 189 mil pesos chilenos (R$ 190 a R$ 1.180).

Mais de 100.000 chilenos apresentaram justificativas para não ir às urnas – por exemplo, estar longe do centro de votação — e evitar as multas, segundo a polícia.

O dia da eleição transcorreu calmamente, embora alguns pequenos incidentes tenham sido registrados.

Em uma estação da polícia na região de Araucanía, na região central, homens encapuzados dispararam quatro tiros durante a votação, mas não causaram ferimentos. Antes, no início da manhã, uma mulher que trabalhava como mesária em Galvarino (também em Araucanía) morreu repentinamente após sofrer uma parada respiratória.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video:-a-seita-que-encorajava-a-morte-por-inanicao-para-‘encontrar-jesus’

G1 Mundo

VÍDEO: A seita que encorajava a morte por inanição para ‘encontrar Jesus’

Covas com ao menos 90 corpos foram encontradas em uma floresta do Quênia; acredita-se que vítimas eram incentivadas a ficar sem comer. Segundo investigações preliminares, a seita incentivava as pessoas a ficarem sem comer até morrerem de inanição - com o objetivo de "encontrar Jesus". Autoridades temem que surjam ainda mais vítimas. Makenzie Nthenge, apontado como líder da seita, foi preso, mas nega ter cometido ilegalidades. Entenda o caso neste […]

today8 de maio de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%