G1 Mundo

Conversa entre Lula e primeiro-ministro do Japão nesta quinta vai formalizar convite para o Brasil ir à reunião do G7

today6 de abril de 2023 11

Fundo
share close

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem marcado um telefonema com o primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, para esta quinta-feira (6). A ligação servirá para, entre outros assuntos, oficializar o convite ao Brasil para participar da reunião do G7 – grupo dos sete países mais industrializados do mundo.

O grupo é composto por: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido. O evento, este ano, vai ser realizado na cidade de Hiroshima, no Japão – de 19 a 21 de maio.

Fontes do Planalto e do Ministério das Relações Exteriores avaliam que o convite demonstra prestígio do presidente Lula no cenário internacional, com o reposicionamento da política externa brasileira.



O G7 costuma convidar países que não são integrantes do grupo, mas que estão em destaque, para suas reuniões. O objetivo do convite é ouvir perspectivas de nações em desenvolvimento sobre a economia mundial.

A última participação brasileira em um encontro do G7 aconteceu em 2008, no segundo mandato de Lula. O Brasil participou pela primeira vez da reunião em 2003, no primeiro ano de governo de Lula. Depois, foi convidado em 2005, 2006 e 2008.

Na quarta-feira (4), o assessor especial da Presidência da República, Celso Amorim, se reuniu com o embaixador do Japão no Brasil, Hayashi Teiji, para tratar de detalhes da participação do Brasil no encontro.

Segundo fontes do Planalto, o encontro entre Amorim e o embaixador japonês serviu para preparar o terreno para a comitiva brasileira, discutindo o formato do evento e os temas que serão abordados.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ucrania-quer-integrar-hackers-voluntarios-em-seu-exercito

G1 Mundo

Ucrânia quer integrar hackers voluntários em seu exército

O governo ucraniano quer promulgar uma lei para integrar sua brigada de hackers voluntários às Forças Armadas. O IT Army of Ukraine foi criado pelo ministério da Tecnologia Digital da Ucrânia, em março de 2022, pouco após a invasão do país pela Rússia.  Finlândia e Estônia são atualmente os únicos países da União Europeia que contam com uma cyberforce, composta por reservistas estrangeiros, para apoiar seus exércitos em caso de […]

today6 de abril de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%