G1 Mundo

Correísmo x anticorreísmo, a fórmula conhecida que saiu novamente das urnas equatorianas

today21 de agosto de 2023 13

Fundo
share close

No dia 15 de outubro, os eleitores estarão novamente diante de dois modelos de país: o correísmo versus o anticorreísmo.

Aos 35 anos, Noboa foi a grande surpresa das urnas. Semanas atrás ele aparecia em último lugar nas pesquisas de opinião. Neste domingo, terminou em segundo, dez pontos atrás de González, e ganhou o passaporte para disputar o segundo turno.

O desempenho no último debate eleitoral, após o dramático assassinato do candidato Fernando Villavicencio, foi apontado como o responsável pela reviravolta.



Após o resultado do domingo, Noboa tentou marcar a diferença, descartando formar um pacto anticorreísta para vencer as eleições. Mas é disso que se trata o pleito de outubro.

Votar em Luisa González é votar em Correa, que está foragido na Bélgica, após ter sido condenado a oito anos de prisão por corrupção, e no projeto político da sua chamada Revolução Cidadã. A escolha por Noboa é pelo oposto do que o ex-presidente, que governou o país por dez anos, representa.

“Sou favorável a um novo projeto e à mudança da forma de fazer política neste país”, ponderou Noboa. Ele prefere se apresentar como um outsider e inovador, em vez de se aferrar ao anticorreísmo. Como se fosse possível desvincular-se dessa fórmula.

A polarização entre um correísta e um Noboa já foi testada anteriormente. Em 2006, o pai Álvaro Noboa saiu vitorioso no primeiro turno, com 26,8% dos votos, à frente de Rafael Correa, com 22,8%.

No segundo turno, Correa virou o jogo e tornou-se presidente com 56,7% dos votos contra os 43,3% obtidos pelo adversário.

Três anos depois, nova campanha, com a mesma fórmula eleitoral. Correa foi eleito em primeiro turno, com 52%. Noboa ficou em terceiro lugar, com 11,4%.

Nas últimas eleições, em 2021, Andrés Arauz, o candidato da Revolução Cidadã, obteve 32,72% das votações, com mais de 12 pontos de vantagem sobre o conservador Guillermo Lasso. Mas foi derrotado no segundo turno pelo atual presidente.

Ambos os candidatos que disputarão o segundo turno em outubro eram deputados da Assembleia dissolvida em maio por Lasso, que antecipou as eleições. O vencedor terá um mandato curto, de um ano e meio, prazo em que terminaria a gestão do presidente.

Após assassinato e ameaças, Equador terá 2º turno com disputa advogada e empresário

Após assassinato e ameaças, Equador terá 2º turno com disputa advogada e empresário




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

enfermeira-britanica-condenada-por-assassinatos-de-7-bebes-e-sentenciada-a-prisao-perpetua

G1 Mundo

Enfermeira britânica condenada por assassinatos de 7 bebês é sentenciada a prisão perpétua

A enfermeira Lucy Letby assassinou cinco meninos e duas meninas na unidade neonatal do hospital Condessa de Chester, no norte da Inglaterra, onde trabalhava em 2015 e 2016, aplicando injeções de insulina e ar em bebês que estavam na UTI neonatal e ainda deu leite à força e sem prescrição às crianças. "Esta foi uma campanha cruel, calculada e cínica de assassinato de crianças envolvendo as crianças menores e mais […]

today21 de agosto de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%