G1 Santos

Criança sofre fraturas e leva 50 pontos na cabeça após acidente em parque de diversões: ‘pensei que ia perder meu filho’

today14 de junho de 2023 16

Fundo
share close

Um menino de oito anos quebrou o braço direito, a clavícula esquerda e levou mais de 50 pontos na cabeça após cair de um brinquedo chamado ‘cadeira maluca’, em um parque de diversões em Cajati, no interior de São Paulo. A mãe Nivalda Damasceno, de 40 anos, contou ao g1, nesta quarta-feira (14), que o cinto e a trava de segurança do equipamento se abriram.

Nivalda contou à reportagem já ter acionado um escritório de advocacia para entrar com uma ação judicial indenizatória contra o parque e administração municipal de Cajati. “Falta de fiscalização da prefeitura e falta de manutenção por parte do parque. Tem que ter mais atenção, pois estamos mexendo com vidas, principalmente, de crianças.

[Eu fiquei] muito mal [de ver o acidente]. Pensei que ia perder o meu filho”, afirmou a mãe de Paulo Henrique Rodrigues.



Segundo Nivalda, Paulo já havia ido no brinquedo com o irmão que, já na primeira vez disse que “escorregava”. Na último dia 28 o menino voltou ao parque com a família e, desta vez, foi sozinho para o brinquedo. A mãe contou que após o brinquedo pegar impulso o menino foi arremessado.

“A gente achou, até então, que estava seguro […]. [Quando o brinquedo começou a funcionar], o cinto saiu e a trava, que acho que não estava fechada, abriu. Ele não tinha onde segurar e caiu para fora do brinquedo. A próxima cadeira que vinha atrás bateu nele e jogou ele para de baixo”, disse a mãe.

Menino de oito anos precisou levar mais de 50 pontos na cabeça após cair de ‘cadeira maluca’ em parque de diversões, em Cajati (SP) — Foto: Arquivo Pessoal

Paulo foi socorrido pelo próprio pai, pois, de acordo com Nivalda, não tinham socorristas e médicos no parque, que fica no bairro Bico do Pato. Ainda segundo ela, as equipes no local apenas limparam o sangue do garoto e colocaram o brinquedo para funcionar.

O garoto ficou sete dias internado, sendo seis na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Registro, também no interior do Estado. O menino já está em casa, porém, ficará um mês sem frequentar a escola para se recuperar.

A mãe afirmou que o filho está traumatizado. “Não sente mais dor, mas não quer sair de casa e nem receber visitas, pois está com vergonha da cabeça. Ele é bem vaidoso com o cabelo”, finalizou.

O g1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), Polícia Militar (PM), Prefeitura de Registro e de Cajati, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria. A reportagem também tentou contato com o responsável pelo parque de diversões, que não foi localizado até o momento.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

estudante-viraliza-ao-assumir-direcao-de-motorista-de-app-alcoolizado-para-nao-se-atrasar-para-festa-em-sp;-video

G1 Santos

Estudante viraliza ao assumir direção de motorista de app alcoolizado para não se atrasar para festa em SP; VÍDEO

A moradora de Santos, no litoral de São Paulo, estava com mais duas amigas em um evento estudantil em Americana, no interior do estado. O trio decidiu ir a uma festa universitária em Nova Odessa, cidade vizinha, na noite do último sábado (10). "A policial explicou que ele teria duas opções: refazer o teste [do bafômetro] com outro aparelho e, se desse positivo, seria preso, ou negar refazer o teste […]

today14 de junho de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%