Pleno News

Diplomacia brasileira peca em suas ações durante o conflito Israel x terroristas do Hamas

today3 de novembro de 2023 11

Fundo
share close

Marco Feliciano – 03/11/2023 12h16

Ministro Mauro Vieira, na ONU Foto: EFE/EPA/EDUARDO MUNOZ

A diplomacia de um país deve ser exercida com discernimento e pragmatismo. Pena que não é o que temos visto, no Brasil, pelas decisões da nossa diplomacia em relação ao conflito entre o Estado de Israel e os terroristas do Hamas.

Este grupo infame tem desferido selvagens agressões a cidadãos civis israelenses, inclusive crianças e idosos, com cenas dantescas, impossíveis de serem narradas sem gerar emoção, desde os ataques do dia 7 de outubro em território israelense. No entanto, os governos de esquerda e a cúpula da ONU relutam em admitir o Hamas como um grupo terrorista. Isso é a negativa da humanidade que nos é essencial, nos afastando de bestas feras sem sensibilidade com os semelhantes, colocando esses terroristas no mais baixo nível da História.

Tenho plena certeza de que Israel sairá vencedor, como já o foi em todas as vezes em que foi pusilanimemente agredido. Ainda mais agora, que foi atacado em sorrateira covardia, em investida a civis indefesos, na surdina, por franco atiradores sem farda, infiltrados no meio do povo.

O Brasil foi agraciado com à presidência rotativa do Conselho de segurança da ONU, justamente durante o delicado momento de um conflito de repercussão internacional, quando poderíamos demonstrar o espírito conciliador de nosso país, sem tomar partido do agressor. No entanto, o que foi feito enodoa a memória do nosso chanceler Oswaldo Aranha, que firmou uma tradição como nosso presidente de abrir os trabalhos anualmente da Assembleia Geral da ONU.



Ainda há cidadãos nossos sofrendo restrições para serem retirados da Faixa de Gaza. São 34 brasileiros, metade desse número de crianças. Isso após serem autorizados a saírem 400 cidadãos norte-americanos e de diversos países. E ainda ser elaborado uma terceira lista de cidadãos liberados. No entanto, nossos compatriotas foram ignorados… Sinceramente, espero uma posição firme de nossa diplomacia resolvendo essa situação.

Finalizo pedindo a Deus que dê discernimento à nossa diplomacia, para que não nos envergonhe perante o mundo judaico-cristão, que condena todos os atos terroristas. E que Deus derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todo povo de bem de ambos os lados dessa guerra insana.

Marco Feliciano é pastor e está em seu quarto mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Marco Feliciano

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

quadrilha-amarra-vigilante-para-roubar-caixa-eletronico-no-forum-de-guaruja,-sp

G1 Santos

Quadrilha amarra vigilante para roubar caixa eletrônico no Fórum de Guarujá, SP

Criminosos não conseguiram roubar o dinheiro e fugiram com a arma e o colete do funcionário. Crime aconteceu em Guarujá (SP). Criminosos tentaram abrir caixa eletrônico — Foto: Reprodução/Plantão Guarujá Um vigilante, de 37 anos, foi rendido e amarrado durante uma tentativa de roubo ao Fórum de Guarujá, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, os criminosos fugiram ao notarem a chegada de uma equipe da Polícia Militar […]

today3 de novembro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%