G1 Mundo

Documentos sigilosos com Biden e Trump: veja quais são as semelhanças e diferenças dos dois casos

today12 de janeiro de 2023 14

Fundo
share close

Documentos sigilosos foram achados na casa de Biden, no estado de Delaware, e em um escritório onde funcionava um instituto dele. O caso lembra uma polêmica envolvendo Donald Trump: no ano passado, centenas de papéis secretos foram encontrados na mansão do republicano na Flórida.




Biden disse que advogados devolveram documentos confidenciais imediatamente

Biden disse que advogados devolveram documentos confidenciais imediatamente

O governo dos Estados Unidos reconheceu, nesta quinta-feira (12), que foram descobertos documentos secretos em imóveis particulares de Joe Biden. Os papéis são da época em que Biden ocupava a vice-presidência de Barack Obama, entre 2009 e 2017.

Foram achados documentos na casa de Biden, no estado de Delaware, e em um escritório onde funcionava um instituto dele.

O caso lembra um outro envolvendo Donald Trump: no ano passado, centenas de documentos secretos foram encontrados na casa do republicano na Flórida.

Montagem mostra os rostos de Donald Trump e Joe Biden — Foto: Reuters

Veja abaixo as semelhanças e diferenças entre as duas situações:

Qual é a quantidade de documentos em cada um dos casos?

  • Biden: Não está claro quantos documentos secretos foram encontrados. Richard Sauber, conselheiro especial do presidente, disse na segunda-feira que “um pequeno número de documentos” estava em em um armário trancado no Penn Biden Center for Diplomacy and Global Engagement, um think tank (instituto) em Washington DC. Biden tinha uma sala nesse lugar entre 2017 até 2020. Na quinta-feira, Sauber disse que um segundo pequeno lote de documentos foi encontrado em um depósito na garagem de Biden na casa dele na cidade de Wilmington, no estado de Delaware, e um documento foi localizado na biblioteca pessoal de Biden em sua casa. .
  • Trump: Cerca de 300 documentos com a indicação de que era material sigiloso (incluindo alguns com anotações de “ultrassecreto”) foram recuperados de Trump desde que ele deixou o cargo em janeiro de 2021. Em janeiro de 2022, a Administração Nacional de Arquivos e Registros recuperou 15 caixas de documentos, dizendo aos funcionários do Departamento de Justiça que continham “muito” material classificado. Em agosto, agentes do FBI levaram cerca de 33 caixas e contêineres de 11 mil documentos de Mar-a-Lago, incluindo cerca de cem deles com anotação de sigilo encontrados em um depósito e um escritório.

Como foi a reação dos dois?

  • Biden: Os advogados de Biden avisaram o escritório do advogado da Casa Branca, que notificou o órgão governamental de Arquivos Nacionais e Administração de Registros, que assumiu a custódia dos documentos no dia seguinte. Advogados de Biden procuraram documentos em outros locais e encontraram o segundo lote de documentos. O Departamento de Justiça foi notificado, e os advogados do Departamento assumiram a custódia dos registros.
  • Trump: Em dezembro de 2021, quase um ano depois que deixou seu cargo, um representante disse ao órgão governamental de Arquivos Nacionais e Administração de Registros que documentos presidenciais haviam sido encontrados em Mar-a-Lago, a casa do ex-presidente na Flórida. Quinze caixas com documento sigiloso foram retiradas de Mar-a-Lago em janeiro de 2022. Meses depois, investigadores do Departamento de Justiça e do FBI visitaram Mar-a-Lago para obter mais informações sobre materiais sigilosos levados para lá. Funcionários federais entraram com uma intimação atrás de papéis que podiam estar na propriedade. Em agosto de 2022, agentes do FBI realizaram uma busca e recuperaram 33 caixas. Esse material foi encontrado depois que os advogados de Trump forneceram uma certificação juramentada de que todos os registros do governo já haviam sido devolvidos.

Eles podem ser acusados criminalmente por terem levado esses documentos a suas casas?

  • Biden: Nos EUA, o presidente está imune a processos judiciais durante seu mandato. Além disso, não há indicação de que o próprio Biden sabia da existência desses papéis. A administração também disse que os registros foram entregues rapidamente, sem intenção de ocultar nada. Isso é importante, porque o Departamento de Justiça sempre procura uma intenção de lidar mal com segredos do governo ao decidir se deve apresentar acusações criminais. Após a descoberta do primeiro lote de documentos, o procurador-geral Merrick Garland pediu ao procurador John Lausch para revisar o caso.
  • Trump: O ex-presidente pode enfrentar processo por obstrução da Justiça. Como ele não está mais no cargo, ele não terá proteção contra possíveis processos que se aplicaria a um presidente em exercício. Em novembro, Garland nomeou Jack Smith, um veterano promotor de crimes de guerra com experiência em investigações públicas de corrupção, para liderar as investigações sobre a retenção de documentos confidenciais por Trump, bem como os principais aspectos de uma investigação separada envolvendo a insurreição de 6 de janeiro de 2021 e esforços para anular a eleição de 2020.

O que Biden e Trump disseram até agora?

  • Biden: Biden afirmou que ficou “surpreso ao saber” que documentos foram encontrados em seu instituto. Ele disse que não sabia o que havia no material, mas considera documentos sigilosos “muito a sério”. Ele disse que sua equipe agiu apropriadamente, entregando rapidamente os documentos. “Eles fizeram o que deveriam ter feito”, disse Biden. Na quinta-feira, Biden disse que está “cooperando total e completamente” com uma investigação do Departamento de Justiça sobre como informações sigilosas e sobre a forma como registros do governo foram armazenados.
  • Trump: Ele afirmou que quando ainda era presidente em exercício, tinha poder para tirar sigilo de documentos, e que isso foi feito com os documentos que levou consigo – embora não tenha fornecido evidências disso. Ele disse em uma entrevista à Fox News, em setembro, que um presidente pode tirar o sigilo o material mesmo que tenha apenas pensado isso. O ex-presidente chamou a busca em Mar-a-Lago de “incursão não anunciada” que “não era necessária ou apropriada” e representava “tempos sombrios para nossa nação”. Agora, Trump fez uma pergunta retórica em sua rede social: “Quando o FBI vai invadir as muitas casas de Joe Biden, talvez até a Casa Branca?”

Quais as consequências políticas para cada um deles?

  • Biden: Usando o caso do atual presidente, os políticos e apoiadores do Partido Republicano já afirmam que Trump só é investigado por motivos políticos. O Congresso, agora controlado pelo Partido Republicano, deve investigar Biden.
  • Trump: Trump e seus apoiadores tentam passar a ideia de que a busca e apreensão em Mar-a-Lago foi um ataque dos democratas. No lançamento de sua campanha presidencial de 2024, em novembro no ano passado, Trump fez referência às investigações contra ele, apresentando-se como uma vítima de promotores rebeldes e da “infecção, podridão e corrupção de Washington”.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

deputados-democratas-dos-eua-pedem-a-biden-revogacao-do-visto-de-bolsonaro

G1 Mundo

Deputados democratas dos EUA pedem a Biden revogação do visto de Bolsonaro

Os parlamentares enviaram uma carta pedindo ao governo que apoie a democracia e o Estado de Direito no Brasil. "Além disso, não devemos permitir que o sr. Bolsonaro ou qualquer outra ex-autoridade brasileira se refugie nos Estados Unidos para escapar da Justiça por quaisquer crimes que possam ter cometido durante o mandato", disse a carta. Bolsonaro voou para a Flórida dois dias antes de seu mandato terminar e o presidente […]

today12 de janeiro de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%