G1 Mundo

Eleitores do Equador voltam às urnas neste domingo para 2º turno presidencial

today15 de outubro de 2023 7

Fundo
share close

A votação começou às 9h, horário de Brasília, com previsão de encerramento por volta das 19h, horário de Brasília, quando começa a apuração.

Após o resultado, o vencedor receberá as credenciais para governar em 30 de novembro, de acordo com o cronograma do órgão de governo eleitoral.

Candidata “correísta” para a presidência do Equador comemorando com apoiadores os resultados do 1° turno presidencial em 20 de agosto de 2023 — Foto: Karen Toro/REUTERS



Luisa Gonzalez, uma advogada de 45 anos, prometeu restaurar os programas sociais implementados por Rafael Correa. Ela faz campanha relembrando as políticas populares de saúde e educação de Correa e afirma que planeja “recuperar a pátria”.

Gonzalez, que se autodenomina mãe solteira, defensora dos direitos dos animais e esportista disse à Reuters que usaria US$ 2,5 bilhões (R$ 12,4 bilhões) das reservas internacionais para sustentar a economia em dificuldades e investir em infraestrutura pública se eleita.

Ela nega que perdoaria Correa, condenado por corrupção e em exílio na Bélgica.

Daniel Noboa, candidato à presidência do Equador, em agosto de 2023. — Foto: Reprodução/Instagram @danielnoboaok

Ex-deputado e empresário, tem 36 anos. Na Assembleia, foi presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, que tramitou diversos projetos de lei nas áreas econômica, tributária e de investimentos.

Noboa é filho de um dos maiores empresários do país e ex-candidato presidencial Álvaro Noboa.

Ele concentrou sua campanha na criação de empregos, incentivos fiscais para novos negócios e sentenças de prisão para sonegadores graves de impostos

Noboa, que é casado e tem dois filhos, estudou em universidades nos Estados Unidos e começou a trabalhar na empresa de sua família, a Corporacion Noboa, ainda jovem.

Equador vive onda de violência

Um grupo criminoso ligado ao tráfico de drogas reivindicou autoria, mas a Promotoria do país continua investigando o caso, que colocou a violência sem precedentes na história recente do país sob os holofotes do mundo inteiro.

Christian Zurita, que substituiu a candidatura de Villavicencio, compareceu à seção eleitoral com forte esquema de segurança, usando um capacete e colete de proteção.

Por que o Equador está votando em eleições antecipadas?

O atual presidente do país, Guillermo Lasso, enfrentava um processo de impeachment, o primeiro na história recente do Equador. Com uma base frágil no Legislativo, ele resolveu dissolver o Congresso e convocar novas eleições. A dissolução da Assembleia Nacional e convocação de novas eleições presidenciais chama-se morte cruzada.

Lasso tinha sido eleito em abril de 2021, e o partido dele havia conquistado 12 cadeiras no Parlamento. O correísmo, a principal força de esquerda no país, tinha 48 deputados.

Ele até poderia se candidatar nas eleições que ele mesmo antecipou, mas preferiu ficar de fora.

Candidato à presidência do Equador é assassinado; veja o momento

Vídeo mostra o momento em que o candidato à presidência do Equador é assassinado

Vídeo mostra o momento em que o candidato à presidência do Equador é assassinado

Tiroteiro interrompe evento de campanha de candidato à presidência do Equador

Tiroteiro interrompe evento de campanha de candidato à presidência do Equador

Tiroteiro interrompe evento de campanha de candidato à presidência do Equador

O que é a Faixa de Gaza?

O que é a Faixa de Gaza?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

com-mais-de-4-mil-vitimas,-conflito-ja-e-o-mais-mortal-da-historia-de-gaza-e-em-50-anos-para-israel

G1 Mundo

Com mais de 4 mil vítimas, conflito já é o mais mortal da história de Gaza e em 50 anos para Israel

Ao todo, 4.070 mil pessoas morreram no confronto – 2.670 mil em Gaza, segundo o último balanço palestino, divulgado neste domingo, e 1,4 mil em Israel, segundo as autoridades locais. A maioria das mortes de ambos os lados são de civis – crianças estão entre as vítimas. Último conflito mais mortal teve invasão de Gaza por terra O número de mortos em Gaza ultrapassou o da terceira guerra entre Israel […]

today15 de outubro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%