G1 Mundo

Em encontro privado, Milei leva alfajor a papa e pede desculpa por chamá-lo de imbecil

today12 de fevereiro de 2024 3

Fundo
share close

O presidente da Argentina, Javier Milei, manteve nesta segunda-feira (12) um encontro privado com o papa Francisco no Vaticano. No encontro, Milei presenteou o pontífice, seu compatriota, com alfajores e biscoitos argentinos e pediu desculpa por críticas que fez a Francisco.

Durante a campanha eleitoral da Argentina no ano passado, Javier Milei chamou o papa de “imbecil que defende a justiça social”. No entanto, nas últimas semanas o presidente, que tenta reforçar o apoio da sua base católica conservadora, mudou o tom.

Segundo um boletim do Vaticano, Francisco e Milei conversaram por cerca de uma hora. O presidente argentino chegou atrasado ao encontro após parar para cumprimentar um grupo de argentinos (veja vídeo abaixo).



Eles se reuniram em um momento em que a Argentina enfrenta a pior crise econômica em décadas, com uma inflação superior a 200%. Milei também enfrenta dificuldades no Congresso após a rejeição parlamentar da sua chamada Lei ‘Ómnibus’, que chegou a ser aprovada pela Câmara de Deputados mas foi devolvida a uma comissão e voltou à estaca zero.

O presidente discutiu “o programa do novo governo (argentino) para combater a crise econômica”, entre outros tópicos, durante conversações separadas com o segundo em comando do Vaticano, o secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, disse um comunicado do Vaticano.

Antes da reunião, quando questionado sobre os insultos passados, o chefe do escritório de doutrina do Vaticano disse: “O papa é uma pessoa que tem muito carinho por todos, por isso não há qualquer dúvida de que ele tenha qualquer animosidade”.

O papa considerou os comentários anteriores “como uma estratégia de campanha”, disse aos jornalistas o cardeal Victor Manuel Fernandez, que também é argentino. Mesmo que o papa não goste de “algumas tendências políticas e ideológicas” na Argentina, “ele sempre se preocupará com aqueles que sofrem”, acrescentou.

Papa Francisco se reúne com presidente argentino

Papa Francisco se reúne com presidente argentino

Milei levou alfajores de doce de leite e biscoitos de limão de uma marca argentina que o papa gosta na segunda-feira, disse o porta-voz presidencial da Argentina, Manuel Adorni.

Francisco, que tem 87 anos e dificuldade para andar, estava em uma cadeira de rodas quando foi cumprimentar Milei após o culto. Ele sorriu, estendeu a mão e lhe disse: “Você cortou o cabelo!”

Milei, que ainda usa o cabelo longo de forma não convencional para um político, brincou sobre o fato de ter arrumado sua aparência e perguntou se poderia abraçar e beijar o papa. Um Francisco sorridente respondeu: “Sim, filho, sim”.

Milei disse que o o papa é “o argentino mais importante da história”.

Visita à Argentina em foco

Francisco, ex-arcebispo de Buenos Aires, irritou alguns de seus compatriotas por não visitar sua terra natal desde que se tornou papa em 2013.

Ele disse que poderá finalmente viajar para a “sofrida” Argentina no segundo semestre deste ano — embora o cardeal Fernández tenha dito nesta segunda-feira que não está claro se a viagem papal acontecerá “porque depende de muitas coisas”.

Garantir a visita poderia ser um grande impulso para Milei, que busca agradar seus apoiadores católicos conservadores.

Francisco já disse anteriormente que não queria ser explorado politicamente por políticos argentinos. Na sexta-feira, ele disse que o “individualismo radical” permeia a sociedade como um “vírus”, em palavras que podem chocar os instintos radicais de livre mercado de Milei.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-premie-da-holanda-e-esposa-morrem-por-eutanasia-dupla-e-de-maos-dadas

G1 Mundo

Ex-premiê da Holanda e esposa morrem por eutanásia dupla e de mãos dadas

O casal morreu de mãos dadas em um hospital de Nijmegen, no leste do país, segundo informou no fim de semana a The Rights Forum, uma fundação pró-Palestina fundada por van Agt. O ex-premiê, que governou a Holanda entre 1977 e 1982, tinha sequelas de uma hemorragia cerebral que teve em 2019, e sua esposa optou por não viver sem o marido, ainda de acordo com a fundação. A Holanda […]

today12 de fevereiro de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%