G1 Mundo

Embaixador de Israel mostra na ONU vídeo de decapitação pelo Hamas

today26 de outubro de 2023 17

Fundo
share close

Gilad Erdan, embaixador israelense na ONU, mostrou nesta, quinta-feira (26), imagens e vídeos de pessoas sendo agredidas e decapitadas durante o ataque do grupo terrorista Hamas no dia 7 de outubro.

Imagens fortes: Embaixador de Israel mostra na ONU vídeo de decapitação pelo Hamas



Imagens fortes: Embaixador de Israel mostra na ONU vídeo de decapitação pelo Hamas

O embaixador afirmou que os vídeos de violência contra civis gravados e divulgados pelo Hamas eram “violência sádica” e que tinham como objetivo “aterrorizar o povo israelense, colocar medo no coração dos israelenses”.

Em seguida, ele mostrou um desses vídeos no púlpito da assembleia das Nações Unidas e divulgou um QRCode que leva para uma série de outros vídeos e fotos.

No vídeo mostrado durante o discurso, é possível ver um agricultor sendo agredido com uma enxada no pescoço.

O embaixador afirmou que o debate sobre as resoluções discutidas na ONU estão erradas. “É impensável aprovar uma resolução para o fim do conflito sem ao menos citar o Hamas” e que “nada disso [a guerra] é contra os palestinos e, sim contra o grupo terrorista”, afirmou.

“Eles querem uma resolução esvaziada de conteúdo relacionado à situação. Essa resolução é um abuso à sua inteligência, é um abuso a sua inteligência é impensável que uma resolução como essa que sequer menciona o Hamas possa ser votada aqui.”

Erdan também questionou a credibilidade da ONU na atuação sobre o conflito.

O observador permanente da Palestina na ONU, Riyad Mansour, disse que a maior parte das vítimas em Gaza são mulheres e crianças.

Em seu discurso nesta quinta afirmou que 3.000 crianças e 1.700 mulheres foram mortas em razão da guerra.

Há, ainda, 1.600 pessoas desaparecidas que estariam sob os escombros. Cerca de 40% de todos os lares na Palestina foram destruídos.

“Nada pode justificar, nem os crimes de guerra, absolutamente nada pode justificar os números de mortos.”




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

numero-de-mortos-em-ataque-a-tiros-no-maine-chega-a-18,-diz-governo-local

G1 Mundo

Número de mortos em ataque a tiros no Maine chega a 18, diz governo local

"Esse é um dia duro demais para o estado de Maine", disse Janet Mills em pronunciamento. Mills confirmou que há um suspeito principal, um homem de 40 anos. Ele é procurado pelas polícias das cidades de Lewiston, Boston e Nova York. Agentes do FBI também auxiliam nas operações, segundo a polícia. O homem está armado e é considerado perigoso. Estabelecimentos comerciais e empresas foram orientados a fecharas portas, e as […]

today26 de outubro de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%