Gospel Prime

Escola é suspensa de evento esportivo após time feminino recusar jogo contra trans

today17 de março de 2023 10

Fundo
share close

Uma escola secundária cristã em Vermont, nos Estados Unidos que abriu mão de um jogo de basquete feminino porque a equipe adversária tinha um jogador biológico masculino foi suspensa da participação em futuros eventos esportivos.

A Associação dos Diretores de Vermont (VPA) anunciou que a Escola Cristã Mid Vermont está proibida de participar dos próximos eventos esportivos devido à recusa da escola em jogar o Long Trail Mountain Lions no mês passado.

Desta forma, a VPA disse que a decisão da escola vai contra as políticas da associação, especificamente seu “Compromisso de conscientização Racial, de Gênero e a de Incapacidade” e sua “Política de Identidade de Gênero”.

Assim, o documento das políticas da VPA afirma que a associação e suas escolas associadas devem apoiar “um ambiente em atividades e programas que promova o respeito e a valorização das diferenças raciais, de gênero, de orientação sexual, religiosas e étnicas, e que esteja consciente da deficiência”.

Além disso, o VPA proíbe a discriminação “com base no sexo e gênero real ou percebido de um estudante”, com o gênero incluindo “o sexo real ou percebido de uma pessoa, assim como a identidade e expressão de gênero”.



Desse modo, a escola cristã justificou a recusa de jogar contra o Long Trail argumentando que eles tinham uma vantagem injusta ao ter um homem biológico em seu plantel.

“Nós nos retiramos do torneio porque acreditamos que jogar contra um adversário com um homem biológico prejudica a justiça do jogo e a segurança de nossas jogadoras. Permitir a participação de homens biológicos no esporte feminino estabelece um mau precedente para o futuro do esporte feminino em geral”, disse Vicky Fogg, a chefe da MVCS.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

professora-crista-e-demitida-por-sua-opiniao-biblica-contra-a-agenda-lgbt

Gospel Prime

Professora cristã é demitida por sua opinião bíblica contra a agenda LGBT

Uma professora assistente cristã que perdeu um tribunal de trabalho depois de alegar que foi demitida por causa de suas crenças religiosas está apelando para seu caso. Nesse sentido, em 2019 Kristie Higgs foi demitida da Escola C of E Farmor’s em Fairford, Gloucestershire, após compartilhar no Facebook uma petição contra o ensino obrigatório nas escolas sobre relações LGBT e educação sexual. Sendo assim, Higgs, que tem um filho que […]

today17 de março de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%