G1 Mundo

Estados Unidos devem anunciar avanço científico na pesquisa da fusão nuclear

today13 de dezembro de 2022 10

Fundo
share close

O Departamento de Energia dos Estados Unidos afirmou que vai anunciar, nesta terça-feira (13), um “grande avanço científico” na pesquisa da fusão nuclear.

A fusão nuclear pretende replicar o que acontece no coração do Sol: átomos de hidrogênio se unindo, em seu núcleo, para formar hélio. É esse processo que faz com que o Sol libere muita energia. Esse processo é diferente daquele usado nas usinas atuais — o de fissão nuclear, em que os núcleos dos átomos se dividem.

De acordo com o jornal Financial Times, cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Livermore (LLNL), na Califórnia, conseguiram um “ganho líquido de energia” de um reator de fusão experimental.



Esta seria a primeira vez que os cientistas produziram com sucesso mais energia em uma reação de fusão – o mesmo tipo que energia alimenta o Sol – do que foi consumido durante o processo, um passo potencialmente importante na busca de energia sem carbono.

O Departamento de Energia e fontes do LLNL afirmaram à AFP que não poderiam comentar ou confirmar a informação do Financial Times, mas anteciparam que Jennifer Granholm, secretária de Energia dos Estados Unidos, anunciará um “grande avanço científico” nesta terça.

Uma porta-voz do LLNL acrescentou que “as análises ainda estão em curso”. “Esperamos compartilhar mais na terça-feira, quando o processo estiver concluído”, disse.

A fusão nuclear é considerada por alguns cientistas como a potencial energia do futuro, especialmente porque produz poucos resíduos e não emite gases de efeito estufa.

“Se este avanço na energia de fusão for verdade, isto pode mudar o jogo para o mundo”, tuitou Ted Lieu, congressista do estado da Califórnia.

Cientistas da Califórnia conseguem gerar energia a partir da fusão nuclear pela 1ª vez

Cientistas da Califórnia conseguem gerar energia a partir da fusão nuclear pela 1ª vez

Em nota, a Autoridade de Energia Atômica do Reino Unido disse que os resultados eram “a demonstração mais clara em todo o mundo do potencial da energia de fusão para fornecer energia de baixo carbono segura e sustentável”.

Veja energia gerada pela fusão nuclear no JET

Veja energia gerada pela fusão nuclear no JET




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

conflito-no-iemen-ja-matou-mais-de-11-mil-criancas-desde-2015,-diz-unicef

G1 Mundo

Conflito no Iêmen já matou mais de 11 mil crianças desde 2015, diz Unicef

O país vive um conflito interno desde 2015 entre forças do governo, apoiadas pela Arábia Saudita, e os Houthis, alinhados ao Irã. Uma trégua havia sido acordada entre os dois lados, mas expirou no início de outubro e, desde então, a situação voltou a se intensificar. “A renovação urgente da trégua seria um primeiro passo positivo que permitiria o acesso humanitário crítico”, disse a diretora-executiva do Unicef ,Catherine Russell. A […]

today13 de dezembro de 2022 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%