G1 Santos

Estudante de medicina, policial é executado dentro de bar em SP

today27 de janeiro de 2023 58

Fundo
share close

O policial civil Maurício Alves Vassão, de 31 anos, foi morto com pelo menos seis tiros, na manhã desta sexta-feira (27), em São Vicente, no litoral de São Paulo. O corpo de Vassão, que também era estudante de medicina, foi encontrado dentro de um bar que, segundo moradores, ele costumava frequentar após o expediente. Uma mulher também foi encontrada no local em estado de choque e encaminhada ao atendimento médico.

O corpo do policial foi encontrado dentro no Vilma’s bar e mercearia, localizado na Avenida Penedo, no bairro do Catiapoã. A viatura de Vassão estava estacionada em frente ao comércio.

Estudante de medicina foi executado a tiros dentro de bar — Foto: Arquivo Pessoal



Moradores informaram que ouviram sons de tiros e ligaram para Polícia Militar. Segundo a PM, equipes foram acionadas para a ocorrência, onde duas pessoas teriam sido vítimas de arma de fogo no local. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) também foi chamado.

Segundo o Samu, ao chegar ao local, a equipe encontrou o homem, de 31 anos, já sem vida, ferido com pelo menos seis projéteis de arma de fogo, na região do tórax e membros superiores. O Samu ainda informou que a segunda vítima, uma mulher, não estava ferida. Porém, ela estava em estado de choque e foi encaminhada para o Hospital Municipal de São Vicente.

Moradores da região afirmaram que Maurício trabalhava de madrugada e costumava passar pelo bar após o expediente. Ao menos três equipes policiais foram ao local do crime buscando mais informações sobre o que ocorreu. O corpo de Vassão e a viatura passaram por exames de perícia.

Além de policial, Vassão era estudante de medicina e chegou a atuar como auxiliar de papiloscopista, profissional que busca por impressões digitais, no setor de identificação no 1º Distrito Policial de Santos, na Central de Polícia Judiciária. O pai dele, Silvio Vassão, foi secretário de Comércio, Indústria e Negócios Portuários e, após o antigo gestor pedir exoneração, da pasta da Fazenda em 2015.

Em agosto do ano passado, o chefe do setor de identificação da Central de Polícia Judiciária [o Palácio da Polícia], Marcelo Gonçalves Cassola, foi fuzilado com ao menos 30 tiros. O corpo dele foi encontrado em Santos (SP) com uma corda entre as mãos e as pernas [não estavam amarradas].

O caso ocorreu por volta das 6h desta sexta-feira (27) na Avenida Penedo, no bairro do Catiapoã, em São Vicente, no litoral de SP. — Foto: g1 Santos

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

advogado-de-daniel-alves-vai-propor-a-justica-espanhola-uso-de-pulseira-eletronica-para-tirar-jogador-da-prisao,-diz-tv

G1 Mundo

Advogado de Daniel Alves vai propor à Justiça espanhola uso de pulseira eletrônica para tirar jogador da prisão, diz TV

Em uma nova ofensiva para tentar tirar Daniel Alves da prisão preventiva, a defesa do jogador brasileiro vai pedir à Justiça espanhola um recurso com sugestões de uma série de medidas cautelares que eliminem o risco de fuga. Uma delas é o uso de uma pulseira eletrônica, aparato similar às tornozeleiras eletrônicas usadas por réus no Brasil. Segundo a rede de TV espanhola "Antena 3", uma das principais do país, […]

today27 de janeiro de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%