G1 Santos

Estudante de veterinária mostra os ‘perrengues’ da profissão e viraliza; vídeo

today8 de agosto de 2022 31

Fundo
share close

O estudante de Veterinária e influencer digital Raphael Gomes dos Santos, de 21 anos, viralizou nas redes sociais com vídeos mostrando os ‘perrengues’ da profissão e dicas dos cuidados que os tutores devem ter com os animais. Ao g1, nesta segunda-feira (8), o santista afirmou que a ideia de gravar o conteúdo surgiu na pandemia durante o período de lockdown.

“Estava tendo aula on-line durante a manhã, enquanto à tarde e à noite ficava sem nada para fazer. Surgiu a ideia de baixar o TikTok, mas o assunto ainda não era veterinária. Eu dublava os vídeos, fazia vídeos engraçados, mas para postar e ficar comigo mesmo, só para fugir do tédio”, contou.

Ele continuou a gravar os vídeos até arranjar um estágio de auxiliar de veterinária. “Aí acabei ficando sem tempo de gravar vídeo”. Com pouca disponibilidade, ele passou a aproveitar os intervalos no serviço para gravar os conteúdos.

“O primeiro que viralizou foi fazendo uma dancinha com um gatinho. Fiquei chocado e impressionado. Aí continuei fazendo vídeo de veterinária. Tive que juntar o útil ao agradável, um hobby que eu tinha descoberto há pouco tempo”.

Estudante de veterinária viraliza na web com conteúdos sobre perrengues da profissão e dicas de cuidados para os pets — Foto: Reprodução/Instagram



Raphael ficou impressionado com a repercussão dos vídeos sobre a profissão. “São dos perrengues da veterinária, praticamente tudo o que acontece, tanto na visão do auxiliar de veterinário quanto na do tutor. Vivo a rotina, então vejo [aquelas] coisas que acontecem, que são engraçadas, que você pensa que poderia virar um vídeo [e as registro]. É exatamente isso o que faço”.

“A maioria dos vídeos são curtos, engraçados e da rotina da veterinária, mas também produzo vídeos informativos, sobre prevenção de vacina, alguns cuidados que os tutores têm que ter com os animais”, explicou.

Segundo o estudante, muitas ocorrências de animais doentes que são atendidas onde ele trabalha poderiam ser evitadas se os tutores soubessem os alimentos e plantas que fazem mal para os pets. “Muitos casos são por falta de informação”.

Raphael afirmou que não é possível prever qual vídeo vai ter alcance bom ou qual tem potencial para viralizar. “O público não é só da veterinária, os [vídeos] que mais viralizam são dos públicos que gostam de cachorro e gato”, diz ele, que já grava há dois anos.

Ele contou receber mais elogios do que críticas pelo conteúdo produzido. No entanto, alguns vídeos polêmicos já tiveram repercussão negativa, como um em que ele comparou a medicina veterinária com a humana, e mencionou a desvalorização dos profissionais que cuidam dos animais.

“Teve repercussão enorme por ser polêmico. Tiveram médicos veterinários que não concordaram, tiveram pessoas que não concordaram também porque acham que a vida do ser humano vale mais que a do animal. Graças a Deus hoje recebo muito mais elogios do que críticas. Tento relevar”, disse.

Raphael contou que o amor por animais começou desde quando era criança em Santos, SP — Foto: Reprodução/Instagram

Agora, o influencer conta com uma equipe para auxiliá-lo em contratos profissionais gerados após o trabalho nas redes sociais.

“É um trabalho bem difícil, uma parte que ninguém vê. Só eu e quem está comigo me ajudando. É muita coisa que tem que resolver sobre trabalho e parcerias. No começo era mais difícil porque eu era mais sozinho, não tinha quase ninguém para me ajudar”.

Ele conta não ter mais envolvimento nas negociações. Está focado nos estudos, carreira e criação de conteúdo. “Tem dias que não vem ideias para fazer e acabo ficando sem conteúdo. Minha família fica muito orgulhosa, principalmente, minha mãe. Ela comenta todos meus posts, compartilha com todas as amigas dela”.

Alguns dos perrengues da profissão, segundo o estudante, são os animais bravos e aqueles que defecam ou urinam no profissional durante o atendimento.

“Tem perrengues engraçados que a gente ri na hora. Tem vários tipos de tutores, quem entra na clínica veterinária acha que não precisa lidar com o ser humano. Tem a rotina puxada também”.

Nascido em Santos, Raphael contou que passou praticamente a vida toda na cidade, mas, aos 19 anos, mudou-se para São Paulo por causa da faculdade. Lá conseguiu uma bolsa integral pelo Programa Universidade para Todos (Prouni).

“Ia ficar inviável descer e subir todo dia de ônibus para estudar, então tive que me mudar e fiquei um ano e meio com minha tia-avó para me estabilizar até eu arrumar um emprego e morar sozinho”, relembrou.

Santista viralizou nas redes sociais com vídeos sobre os perrengues que enfrenta na veterinária — Foto: Reprodução/Instagram

Com parte da família morando em Santos, Raphael explicou que retorna à cidade natal uma ou duas vezes por mês para visitar os familiares e matar a saudade da praia. “Para conseguir vê-los preciso descer para Santos uma vez ou duas por mês, aí mato a saudade deles, da praia, dos cachorros que ficaram com a minha mãe”.

Ele afirmou que sempre amou animais. “Desde criança pedi para a minha mãe ter um cachorro e só fui conseguir com 12 anos. Jack [nome do primeiro animal] foi meu maior presente, cuidava bastante dele. Depois tive mais três cachorros, que moram em Santos com a minha mãe”.

“Na hora de escolher uma faculdade, ela [mãe] que deu a ideia de escolher veterinária. Eu queria medicina humana. Eu tinha medo de ver os bichinhos sofrerem, só que me inscrevi, consegui uma bolsa de 100% e logo nas primeiras aulas me apaixonei”, afirmou.

Além de iniciar a produção de vídeos em 2020, Raphael também ganhou uma companheira: a gatinha Maya, que resgatou da rua.

“No meu caminho para o trabalho encontrei ela. Toda vez pedia carinho, se jogava no meu pé. Chegou um dia que perguntei no bairro de quem era e falaram que estava abandonada. Peguei a caixinha e acabei ficando com ela”, disse.

Raphael contou que divide os estudos e o hobby de gravar vídeos na rotina corrida. “Minha rotina é estudar de manhã, quando vou para a faculdade, à tarde faço estágio e à noite separo um tempo para gravar e estudar. Ou gravo no estágio também”.

No 8° semestre da faculdade, ele sonha em continuar com os estudos após formado e com a produção de conteúdo. “Vou continuar gravando e mostrando minha rotina. Quero muito mostrar essa caminhada na área da medicina veterinária”, finalizou.

Estudante de veterinária viralizou na web com conteúdos sobre perrengues da profissão e dicas sobre cuidados com os pets — Foto: Reprodução/Tik Tok

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

menina-com-sindrome-que-a-faz-xingar-‘sem-querer’-implora-ajuda-e-viraliza-na-web:-‘me-machuca-bastante’

G1 Santos

Menina com síndrome que a faz xingar ‘sem querer’ implora ajuda e viraliza na web: ‘Me machuca bastante’

Com apenas 15 anos, a estudante Victoria Nobre Fernandes é obrigada não só a lidar com os dilemas comuns aos adolescentes, mas também com Síndrome de Tourette, condição descoberta em setembro do ano passado e que, de forma involuntária, a faz emitir sons, palavras e xingamentos. No caso da garota, ainda há os tiques, movimentos e gestos corporais que não consegue controlar e que por muitas vezes a machucam. “Não […]

today8 de agosto de 2022 39

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%