G1 Mundo

EUA e Coreia do Sul prometem aumentar exercícios e cooperação para combater a Coreia do Norte

today31 de janeiro de 2023 17

Fundo
share close

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, estava em Seul para negociações enquanto Washington D.C. busca tranquilizar um importante aliado asiático sobre seu compromisso nuclear em meio às crescentes ameaças da Coreia do Norte.

Austin se reuniu com o ministro da Defesa sul-coreano, Lee Jong-sup, após suas negociações anuais de segurança em novembro em Washington, e deve se encontrar com o presidente Yoon Suk-yeol antes de voar para as Filipinas.

A última reunião ocorre no momento em que a Coreia do Sul tenta aumentar a confiança na dissuasão estendida americana – sua capacidade militar, especialmente forças nucleares, para impedir ataques a seus aliados.



A Coreia do Norte, com armas nucleares, lançou um número sem precedentes de mísseis no ano passado, incluindo mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs) capazes de atingir o continente americano. Autoridades dos Estados Unidos e da Coreia do Sul também alertaram que Pyongyang pode estar se preparando para seu primeiro teste de um dispositivo nuclear desde 2017.

As crescentes ameaças da Coreia do Norte reviveram os apelos de alguns políticos e especialistas da Coreia do Sul para trazer de volta as armas nucleares táticas dos EUA ou mesmo um programa nuclear sul-coreano, embora as autoridades de Seul tenham descartado essa possibilidade.

Em uma declaração conjunta, os chefes de defesa disseram que concordaram em aumentar o compartilhamento de informações e o planejamento conjunto.

Eles também se comprometeram a expandir o “nível e a escala” dos exercícios militares combinados deste ano e a implantar mais ativos estratégicos dos EUA, como porta-aviões e bombardeiros.

Mais de 28.500 soldados americanos estão estacionados na Coreia do Sul como um legado da Guerra da Coreia de 1950-1953, que terminou em um armistício, em vez de um tratado de paz.

Pyongyang denunciou os exercícios conjuntos como prova das intenções hostis dos aliados e organizou suas próprias demonstrações de força militar.

Austin disse que sua viagem visa aprofundar a cooperação para enfrentar os desafios de segurança compartilhados e reafirmar o compromisso estendido de dissuasão dos EUA com a Coreia do Sul como “de ferro” em um momento de maior tensão e provocação.

“É por isso que os Estados Unidos e a República da Coreia estão tomando medidas claras e significativas para modernizar e fortalecer nossa aliança”, disse Austin em um comunicado especial na terça-feira divulgado pela agência de notícias Yonhap.

“Portanto, nossos adversários e concorrentes sabem que, se desafiarem um de nós, estarão desafiando a aliança EUA-ROK (Coreia do Sul) como um todo”, acrescentou.

Lee diz que os dois países realizarão exercícios nucleares planejados em fevereiro sob o cenário dos ataques nucleares da Coreia do Norte, como parte dos esforços para melhorar o planejamento e implementação nuclear conjunta e aumentar o compartilhamento de informações.

Austin afirma que os exercícios estão de acordo com as negociações dos aliados para expandir as atividades e mecanismos de dissuasão na península e na região.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

fotos:-rio-nos-balcas-se-torna-‘lixao-flutuante’

G1 Mundo

FOTOS: rio nos Balcãs se torna ‘lixão flutuante’

Nas últimas semanas, um "lixão flutuante" se formou no rio Drina, ao leste da Bósnia-Herzegovina, após toneladas de lixo serem despejadas em aterros ribeirinhos mal regulamentados ou diretamente em vias navegáveis ​​que passam pela Bósnia, pela Sérvia e por Montenegro e se acumularem. Na água, boiam garrafas plásticas, barris enferrujados, pneus usados, eletrodomésticos, madeira e qualquer outro tipo de lixo jogado no Drina ou em um de seus afluentes. Uma […]

today31 de janeiro de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%