G1 Mundo

EUA e G7 vão anunciar novas sanções contra Rússia por guerra na Ucrânia

today19 de maio de 2023 8

Fundo
share close

Esforços do G7 visam interromper a capacidade da Rússia de obter materiais necessários para o campo de batalha e fechar brechas usadas para escapar de sanções.


25 de março de 2022: homem corre de prédio em chamas em Kharkiv, na Ucrânia — Foto: Felipe Dana/AP



Os Estados Unidos e o restante das principais economias do “Grupo dos Sete” vão anunciar novas sanções e controles de exportação contra a Rússia devido à guerra na Ucrânia, disse uma autoridade dos EUA antes da cúpula do G7 no Japão.

Os líderes do G7 estão reunidos em Hiroshima na sexta-feira (19) – noite de quinta-feira (18) no Brasil –, e a invasão da Ucrânia está no topo da agenda.

Os EUA lideraram sanções duras contra empresas, bancos e indivíduos russos, e o próximo anúncio foi projetado para reafirmar a determinação das potências mundiais de apoiar a Ucrânia e espremer Moscou.

Uma autoridade dos EUA disse a jornalistas nesta quinta-feira, portanto, antes do encontro, que os mais recentes esforços do G7 visam interromper a capacidade da Rússia de obter materiais necessários para o campo de batalha.

Além disso, o objetivo também é de fechar brechas usadas para escapar de sanções, reduzir ainda mais a dependência internacional da energia russa e estreitar o acesso de Moscou ao sistema financeiro internacional.

O pacote de novas sanções dos EUA incluirá restrição a categorias de mercadorias consideradas importantes para o campo de batalha. Além disso, cerca de 70 entidades da Rússia e de outros países serão impedidas de receber exportações dos EUA, adicionando-as à lista de restrições do Departamento de Comércio norte-americano.

Os EUA também anunciarão cerca de 300 novas sanções contra indivíduos, entidades, embarcações e aeronaves, visando “facilitadores financeiros”.

A autoridade dos EUA disse que Washington tomará medidas significativas para alinhar suas ações de perto com a União Europeia e o Reino Unido para garantir que o G7 permaneça o mais coordenado possível em resposta às “ações brutais da Rússia”.

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ucrania-afirma-que-evitou-onda-de-bombardeios-russos,-ja-a-russia-diz-que-ataque-foi-um-sucesso

G1 Mundo

Ucrânia afirma que evitou onda de bombardeios russos, já a Rússia diz que ataque foi um sucesso

Nesta quinta-feira (18), cada um dos dois apresentou uma história diferente sobre o que aconteceu com uma série de mísseis que os russos jogaram na capital da Ucrânia, Kiev, e em outras regiões do país invadido. A Ucrânia afirmou que derrubou quase todos os mísseis russos, e os russos dizem que destruíram todos os alvos. Nenhum dos dois nega que os russos estão disparando muitos mísseis. Esta é a nona […]

today19 de maio de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%