G1 Mundo

EUA fazem primeira visita de alto escalão a Iraque 20 após derrubar Saddam Hussein

today7 de março de 2023 35

Fundo
share close

Vinte anos após da invasão norte-americana ao Iraque, que terminou na queda e morte de Sadam Hussein, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, fez uma visita não anunciada a Bagdá nesta terça-feira (7).

Esta é a primeira vez que um membro do alto escalão do governo norte-americano vai ao Iraque nas duas últimas décadas. Na visita, Austin defendeu a permanência de tropas dos Estados Unidos em território iraquiano.

Austin foi saudado no pouso em Bagdá pelo major-general Matthew McFarlane, comandante dos EUA no Iraque. Espera-se que o secretário de Defesa se encontre com altos funcionários durante sua visita ao Iraque, que abriga centenas de soldados americanos que ajudam na luta contra o grupo militante Estado Islâmico.



Desde a invasão liderada pelos EUA em 2003, que removeu do poder o ditador de longa data Saddam, o Iraque tem sido um ponto de atrito entre os Estados Unidos e o Irã. Teerã expandiu amplamente sua influência no Iraque nos últimos 20 anos.

Apesar da derrota no Iraque em 2017, os militantes do Estado Islâmico e suas células adormecidas ainda realizam ataques no Iraque e também na Síria. O Estado Islâmico matou e feriu dezenas de soldados iraquianos nos últimos meses.

Os Estados Unidos têm instado países ao redor do mundo a repatriar seus cidadãos do campo de al-Hol, no nordeste da Síria, que abriga dezenas de milhares de pessoas, principalmente mulheres e crianças ligadas ao EI. A grande maioria deles são iraquianos e sírios.

O Iraque repatriou mais de 500 mulheres e crianças de al-Hol nas últimas semanas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

quais-sao-as-10-joias-mais-iconicas-da-historia

G1 Mundo

Quais são as 10 joias mais icônicas da história

Em janeiro, a estrela de TV Kim Kardashian virou manchete ao comprar um pingente em forma de crucifixo que era usado com frequência pela princesa Diana, por um valor impressionante: 163.800 libras (cerca de R$ 1,02 milhão). Kardashian já havia comprado o relógio Cartier Tank de Jacqueline Kennedy em 2017. Acredita-se que ela está formando uma coleção de joias para homenagear as mulheres que a inspiram. "Um passado ilustre pode […]

today7 de março de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%