Gospel Prime

Evangélicos da Suíça vão à Justiça após proibição de batizar em praias

today12 de julho de 2022 12

Fundo
share close

Duas igrejas evangélicas da Suíça ingressaram com uma ação no tribunal de Genebra depois que foram impedidas de batizar em praias públicas.

A Aliança Evangélica Suíça (SEA-RES) e sua seção de Genebra, a Réseau évangélique de Genève (REG), expressaram sua solidariedade com as duas igrejas.

Eles se disseram “chocados que Genebra – a capital dos direitos humanos – esteja adotando uma abordagem tão restritiva e excludente da liberdade religiosa”.

De acordo com o Evangelical Focus, as igrejas organizam cerimônias de batismo de adultos por imersão todos os anos no Lago de Genebra.

“No passado, essas cerimônias pacíficas, que muitas vezes aconteciam nas manhãs de domingo, quando havia pouca atividade, beneficiavam da aprovação explícita ou tácita das autoridades. Este não é mais o caso desde este verão”, disse a Aliança Evangélica Suíça. “A duas igrejas membros da Aliança Evangélica foi recentemente negada a permissão para celebrar seus batismos em praias públicas”.



De acordo com a Lei da Laïcité do Estado ( Loi sur la Laïcité de l’Etat, 2008 ), os eventos religiosos em terreno público só podem ser autorizados em casos excepcionais.

Em 2019 o Tribunal de Genebra já havia decidido que autorizar eventos de culto “apenas em casos excepcionais” era uma “restrição desproporcional e dificilmente compatível” com a jurisdição federal.

No final de 2021, o Supremo Tribunal Federal Suíço retirou o termo “em casos excepcionais” da lei, lembrando que a liberdade de crença garante o direito de manifestar sua religião coletivamente em público.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Michael Caceres

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

vomito-coletivo:-por-que-ate-quem-nao-comeu-carne-com-larva-em-churrasco-em-sp-passou-mal

G1 Santos

Vômito coletivo: por que até quem não comeu carne com larva em churrasco em SP passou mal

Um churrasco organizado em Itanhaém, no litoral de São Paulo, terminou de forma desastrosa para 16 participantes. Isso aconteceu após todos, inclusive quem não comeu, começarem a vomitar após notarem que a peça de carne estava infestada por larvas. O 'vômito coletivo' acabou com a festa da auxiliar de enfermagem Kelly Tofteraa, de 36 anos, e viralizou nas redes sociais. Um vídeo obtido pelo g1 mostra a revolta dos familiares. […]

today12 de julho de 2022 20

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%