Tocando:

Rádio 97Web

Família de pastor cubano preso é despejada de casa pelo regime comunista

Escrito por em 22 de julho de 2021

Claudia Salazar e seu filho com problemas mentais, foram forçados a deixar sua casa depois que seguranças do estado de Cuba ameaçaram confiscar a propriedade do dono caso ele continuasse a abrigar a família do pastor Yarian Sierra Madrigal.

Yarian, foi detido junto com o seu colega, pastor Yéremi Blanco Ramirez, no dia 11 de julho, dia das manifestações cubanas contra o governo, e permanecem detidos na ala de uma prisão feminina em Matanzas.

A família dos pastores já estavam com dificuldades para se manter, agora o grupo de direitos humanos, Christian Solidarity Worldwire (CSW), relatou que a esposa do pastor Sierra e seu filho foram despejados pelo regime comunista no dia 18 de julho.

Claudia e o menino estão abrigados em uma igreja local. A expulsão dela ocorreu dias depois que ela criticou as autoridades cubanas na internet por causa da detenção de seu marido e do pastor Blanco.

Claudia defende os dois pastores presos

“Meu marido Yarian Sierra e nosso amigo e irmão, Yeremi Blanco, são cidadãos cubanos honrados”, escreveu ela. Eles têm dedicado toda a sua juventude e vida para servir a igreja e servir aos outros. Homens de família. Pais amorosos, maridos amorosos, com um testemunho de vida impecável.”

E ainda, comentou que os dois pastores presos são homens bons, que pensam diferente e abominam o comunismo e exerceram apenas os seus direitos de liberdade de expressão.

Anna-Lee Stangl, chefe de defesa da CSW, criticou a decisão do governo em despejar a sra. Salazar e seu filho, principalmente nesse momento em que os dois mais precisam de ajuda.

Foi “um ato vingativo e cruel das autoridades cubanas, que deveriam concentrar seus esforços em atender às chamadas de protestos em curso em todo o país”, disse ela, segundo o Christian Today.




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *