G1 Santos

Família de turista baleado e morto após dar marcha à ré para fugir de assalto luta por Justiça: ‘estamos no vácuo’

today27 de setembro de 2023 6

Fundo
share close

“A gente paga imposto, paga todas as contribuições em dia e você vê o Estado ausente. Não houve investigação, dá a entender que não houve”, disse Carlos Miguel Damarindo, de 55 anos.

Luigi Giacomazzi capotou o carro na Rua da Praça, após ser atingido por disparos de arma de fogo. A esposa dele e um amigo, que também estavam no veículo, conseguiram escapar com vida. A vítima morava em Jundiaí (SP).

Segundo Damarindo, a indignação da família é não ter tido nenhuma resposta das autoridades sobre o que se sabe ou falta saber sobre o caso. “Falta de empenho das autoridades. Está estagnado […]. Estamos no vácuo, é um vazio total, um espaço que não tem nada para preencher”.



A falta de informações após 1 ano e 8 meses do crime, segundo ele, faz com fique com impressão de que não há justiça. “Mais um para a estatística, é uma tristeza profunda”.

“Não é chegar e matar o bandido. A gente quer ver a Justiça, quer que sejam presos, respondam sobre os atos e reflitam. Hoje, eles podem estar dando risada em algum canto de Guarujá como se fosse um troféu ter matado alguém”.

Damarindo questionou a ação das autoridades para resolver casos que envolvem mortes de policiais. Para ele, o empenho é diferente e a resposta imediata.

“Que a polícia dê um retorno do que tem apurado, [pois] não há qualquer indício de investigação continuada. A gente vê que não houve empenho da mesma forma que há quando assassinam um policial”, finalizou.

O g1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Vídeo mostra momento em que turista é morto a tiros após dar marcha à ré para fugir

Vídeo mostra momento em que turista é morto a tiros após dar marcha à ré para fugir

Luigi estava dirigindo um carro acompanhado da esposa e de um amigo na Rua da Praça, por volta de 23h, quando um veículo preto parou em frente e impediu a passagem.

Um criminoso desceu do carro e apontou uma arma na direção de Luigi. Assustado com a abordagem agressiva, o turista tentou fugir dando marcha à ré com o veículo. Com isso, o assaltante atirou na direção das vítimas por diversas vezes.

Luigi Giacomazzi, de 26 anos, foi morto durante uma tentativa de assalto — Foto: Reprodução/Facebook

Luigi foi atingido por dois disparos, sendo um na nuca. Mesmo inconsciente, ele continuou na direção do veículo, que capotou. Em seguida, os dois criminosos armados fugiram do local.

O caso foi registrado como roubo qualificado na Delegacia Sede de Guarujá. Equipes de peritos da Delegacia de Homicídios do Deinter-6 foram acionadas e investigam o caso. O corpo do turista foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o carro utilizado pelos criminosos foi roubado minutos antes na esquina das ruas Romão Salgado e Dom Pedro, na Vila Júlia. O dono do veículo, um morador de Alagoas, disse à polícia que estava a passeio no litoral paulista quando, ao reduzir a velocidade em função de poças d’água, foi surpreendido por dois homens.

Os criminosos armados se jogaram na frente do veículo e ordenaram que todos desembarcassem. Os três ocupantes desceram e os suspeitos fugiram em alta velocidade com o veículo.

Crime aconteceu na Rua da Praça em Guarujá, SP — Foto: Matheus Croce/g1

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-bombeiro-e-assassino-e-preso-com-identidade-de-empresario-morto-ha-20-anos

G1 Santos

Ex-bombeiro e assassino é preso com identidade de empresário morto há 20 anos

Eduardo Pinheiro Faria foi preso pela Polícia Federal (PF) por se apropriar da identidade de uma pessoa morta há mais de 20 anos. Ele foi descoberto durante uma investigação de sonegação fiscal em um posto de combustíveis em Praia Grande, no litoral de SP. O criminoso considerado um bombeiro desertor, por ter abandonado a corporação, tem passagem por roubo e homicídio. O nome usado era de Ozeias, que já foi […]

today27 de setembro de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%