Tocando:

Rádio 97Web

Família é espancada e presa em casa por se converterem ao Cristianismo

Escrito por em 20 de abril de 2021

Uma família indígena no leste da Índia foi forçada a ficar trancada em casa durante meses após sua conversão ao cristianismo e depois foi acusada pela polícia de “violar a paz e a tranquilidade pública”.

No início de janeiro, Asha Korwa, mãe de duas crianças pequenas, 3 e 6 anos, e seu marido Sukender Korwa entregaram suas vidas para Jesus, logo depois os assédios começaram.

A família vive na vila de Khala, distrito de Garhwa,  no estado de Jharkhand. No dia 31 de janeiro quando uma multidão os atacou trazendo junto com eles o presidente da vila, a mídia e os policiais, todos ficaram assistindo as agressões e nada fizeram.

O ataque aconteceu por volta da meia noite, de acordo com a cristã, ela, seu marido e seus dois filhos foram espancados. No outro dia seu marido foi chamado na delegacia e acusado de violar a paz e a tranquilidade pública de acordo com a Seção 107 do Código de Processo Penal.

Ataques contínuos aos cristãos por radicais hindus

A família teve que ficar em prisão domiciliar: “Disseram-lhe que ninguém da minha família sairia da aldeia e que, se necessário, levariam toda a nossa família sob custódia”, contou Korwa.

“Nos primeiros 10 dias de fevereiro, não podíamos respirar em nossa própria casa. Os policiais passaram por aqui para saber se cometemos uma violação da paz. Eles iriam para nossos vizinhos para tomar seu relatório sobre se nos comportamos bem”, acrescentou.

Um ataque anterior também aconteceu, no dia 22 de janeiro moradores invadiram sua casa e espancaram seu marido e ameaçaram a família de morte depois de ouvir eles cantando e adorando a Deus: “Por que você está gritando aleluia? Como você ousa adorar um deus estrangeiro!”, indagaram o grupo de homens.

Segundo o The Christian Post, ataques assim estão ocorrendo por causa de uma campanha de grupos radicais hindus que querem impedir que os grupos tribais convertam ao cristianismo, eles também exigem que o governo proíba os cristãos de receber empregos e educação.




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *