G1 Mundo

Fed e Tesouro dos EUA celebram compra do Credit Suisse pelo UBS

today19 de março de 2023 9

Fundo
share close

“Estamos satisfeitos com os anúncios feitos hoje [domingo] pelas autoridades suíças para apoiar a estabilidade financeira”, disseram as autoridades em comunicado conjunto. Os órgãos também indicaram que estiveram em “estreito contato” com seus pares internacionais para “apoiar a concretização” da operação.

O grupo suíço UBS Group AG adquiriu o banco Credit Suisse por US$ 3,23 bilhões (cerca de R$ 17 bilhões), informou o Banco Nacional da Suíça (SNB, na sigla em inglês) neste domingo.

Mais cedo, o jornal “Financial Times” havia informado que o UBS Group estava disposto a pagar até US$ 1 bilhão pelo banco suíço. No entanto, a mídia americana afirmou que o Credit Suisse havia repudiado a oferta. Diante disso, a proposta foi dobrada.



O acordo final inclui uma assistência de liquidez de US$ 108 bilhões (R$ 568,86 bilhões) por parte do SNB.

Além disso, será oferecida pelo governo local uma garantia para perdas de no máximo US$ 9,7 bilhões (R$ 51 bilhões) para uma parte específica do portfólio. Esses recursos funcionariam como uma espécie de provisão e serão utilizados apenas se esse portfolio realmente registrar perdas.

Ainda segundo a Reuters, o acordo prevê que o UBS assuma uma perda de US$ 5,4 bilhões (R$ 28,5 bilhões) do banco suíço.

Os reguladores suíços precisaram agir e passaram a moderar as negociações para a compra do banco pelo UBS, em uma tentativa de evitar que a crise de confiança no Credit Suisse que emergiu na última semana respingasse no sistema financeiro local e internacional.

Segundo o ministro de finanças suíço, a falência de um banco globalmente importante como o Credit Suisse teria “consequências irreparáveis” nos mercados.

“Com a aquisição do Credit Suisse pelo UBS, foi encontrada uma solução para garantir a estabilidade financeira e proteger a economia da Suíça nessa situação excepcional”, afirmou o BC suíço, segundo a Reuters.

A Autoridade Supervisora do Mercado Financeiro da Suíça (FINMA, na sigla em inglês) afirmou que as atividades dos dois bancos poderão seguir normalmente, sem restrições ou interrupções. O órgão também disse que coordenaria a operação com o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e a Autoridade Britânica de Regulação Prudencial.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

como-foi-a-visita-de-putin-a-ucrania

G1 Mundo

Como foi a visita de Putin à Ucrânia

A BBC traçou parte da rota que ele seguiu, que passou perto de vários locais em que ocorreram ataques notórios por parte de seu exército por meses. A Rússia conquistou a cidade em maio passado. Vídeos divulgados pela mídia russa mostram Putin conversando com um companheiro enquanto se dirige ao auditório da cidade. O Kremlin disse que a visita ocorreu no sábado (18) e que o presidente russo decidiu "espontaneamente" […]

today19 de março de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%